TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

TRANSTORNO GLOBAIS DO CONHECIMENTO

Por:   •  10/10/2019  •  Trabalho acadêmico  •  1.376 Palavras (6 Páginas)  •  12 Visualizações

Página 1 de 6

  1. INTRODUÇÃO

A tecnologia assistiva favorecendo o desenvolvimento e a aprendizagem em contexto educacional inclusivo no curso de pedagogia da unopar, campus General Salgado, tem por objetivo: Refletir o direito a educação e escolarização das pessoas público alvo da educação especial, o trabalho do professor junto com a utilização das tecnologias para a inclusão no ensino regular e a contribuição das TICs para os alunos com necessidades educacionais especiais.


  1. EDUCAÇÃO ESPECIAL

A educação especial é uma organização que atende especificas e exclusivamente educandos com determinadas necessidades especiais, lidando com fenômenos de ensino e aprendizagem que não tem sido ocupado no sistema de educação regular, mas nas ultimas décadas tem entrado em discussão, devido ao movimento de Educação Inclusiva. Essa organização vem lutando pela educação e aperfeiçoamento de pessoas que não se beneficiaram dos métodos usados pela educação regular. No Brasil a Politica Nacional de educação especial, no ponto de vista da educação inclusiva, assegura o acesso a alunos com deficiência diversificada como: mental, física, surdos, cegos, com transtornos globais do desenvolvimento e alunos com altas habilidades/superdotação ao ensino regular, desde a educação infantil até a educação superior, como apresenta na Constituição Federal de 1988:

  1. TRANSTONOS GLOBAIS DO DESENVOLVIMENTO

Os transtornos Globais do Desenvolvimento são distúrbios nas interações sociais reciprocas, as crianças com TGD apresentam dificuldades de iniciar e manter uma conversa, muitas evitam o contato visual, demostrando aversão ao toque de outros e assim se mantendo isoladas. Pode causar variações na atenção, concentração, coordenação motora, mudanças de humor e agressividade, são ações comuns em alguns casos. Os TGD englobam diferentes transtornos tais como: Autista, Síndrome de Asperger, Transtorno Desintegrativo da Infância, Síndrome de Rett.

O Autismo é um distúrbio neurológico que apresenta diferentes tipos de comportamento, recebe o nome de Transtorno do Espectro autista (TEA). Essas crianças demostram os sinais nos primeiro meses de vida não mantendo o contato visual e não olhando quando chamamos. Podendo ser diagnosticado até os 3 anos de idade. Os sintomas pode apresentar em três áreas: interação social, na comunicação verbal e não-verbal e no comportamento restrito e repetitivo.

Síndrome de Asperger é um transtorno de desordem genética semelhante ao autismo. Ao contrário do autista a criança não apresenta grandes atrasos no desenvolvimento, na fala e nem com comprometimentos cognitivo grave. Essas crianças procuram escolher temas que podem ser únicos por longos tempos, quando gostam do tema como por ex.; dinossauros, falam repetitivamente sobre o assunto. Apresentam habilidades incomuns como: memorização de sequencia matemática ou de mapas.

Transtorno Desintegrativo da Infância é um transtorno que normalmente é percebido nos dois primeiros anos de vida da criança, apresentando vários tipos de comportamento como por ex.; não conseguir se relacionar com outras crianças, dificuldade de focar nas atividades, perda das habilidades já adquiridos antes dos 10 anos em pelo menos em duas principais áreas: na linguagem expressiva ou receptiva, comportamento adaptativo, controle esfincteriano, e habilidades motora.

Síndrome de Rett Começa a desenvolver os primeiros sintomas a partir dos 6 meses a 18 meses, com passar do tempo à criança desenvolve problemas na coordenação motora intelectual  comunicação movimentos das mãos e até mesmo contato  com outras pessoas. Afeta o cromossomo x onde ocorre de forma espontânea e aleatória muito rara ser hereditária. Geralmente são mais as meninas afetadas raramente em meninos. 

  1. O TRABALHO DO PROFESSOR E A UTILIZAÇÃO DAS TECNOLOGIA ASSISTIVA

O professor tem um importante papel como educador, sua função é de mediador do ensino, fornecendo o acesso à cultura e a ciência, fazendo com que se faça a inclusão de todos, sem exceção de nenhum educando na participação do saber mediante ao contexto social. Compreendendo que sua tarefa é desperta no aluno a curiosidade de aprender e fazer com que se sinta parte do processo, tomando como próprio a experiência da aprendizagem, fazendo com que o aluno obtenha um olhar critico e prepara-lo para ser um cidadão ativo dentro da sociedade, apto a questionar, debater e romper paradigmas.

O processo de inclusão encontra desafios a serem vencidos, que exige uma mudança global na organização e funcionamento da escola, sendo necessário adaptar o seu projeto político pedagógico, revendo paradigmas psicológicos, didático, socioculturais e administrativo que assegura os alunos a melhores condições de desenvolvimento e aprendizagem, ajudando assim o aluno a se desenvolver nas áreas socioafetiva, psicomotora e cognitiva, e incentivando a construir sua autoconfiança, criticidade e autonomia.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.6 Kb)   pdf (169.5 Kb)   docx (13.9 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com