TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Área Missionaria Divina Misericórdia

Por:   •  8/3/2018  •  Relatório de pesquisa  •  1.144 Palavras (5 Páginas)  •  77 Visualizações

Página 1 de 5

Área Missionaria Divina Misericórdia [pic 1]

PROJETO VIVENCIAR

Manaus

2018

  1. INTRODUÇÃO

          A construção do projeto vivenciar terá como finalidade; proporcionar atividades que façam os jovens interagirem e refletirem no âmbito, emocional, social e psicológico para uma melhor qualidade de vida.

          Serão divididas em duas etapas; a primeira será realizada um ciclo de palestras e atividades para a juventude, temas de orientação e informação, através da prevenção dos temas abordados segundo a realidade dos jovens de cada comunidade. Os temas serão escolhidos pelos coordenadores dos jovens, devido conhecerem um pouco da realidade de seus participantes, levando-os a refletirem no cotidiano, propondo melhorias para o desenvolvimento psicossocial contribuindo para as mudanças no meio que estão inseridos.

          A segunda fase do projeto, desenvolveremos as atividades com a pastoral social, terá como objetivo destacar o processo de informações de forma geral para todos da área missionaria, mantendo a saúde mental, proporcionando o bem-estar físico e emocional através de práticas sociais e coletivas, nos aspectos biopsicossocial, que contribuirá para que os mesmos possam redescobrir suas potencialidades, independências, autonomia e, com isto, gerar o favorecimento na qualidade de vida.

          Por tanto, o projeto vivenciar terá a participação das acadêmicas de psicologia da Universidade Nilton Lins, para assim contribuir e oferecer aos jovens que se encontram com dificuldades na sociedade e no âmbito emocional um espaço para o diálogo, orientações e informações acerca da vida em sociedade, bem como fomentar suas reflexões a respeito da vida e seu livre arbítrio, visto que muitos jovens hoje, inseridos na sociedade estão distanciando-se da realidade e do meio onde vivem. As acadêmicas serão supervisionadas pela psicóloga que estará responsável pela área missionaria, auxiliando-as na participação de todas as práticas que estiverem desenvolvido no período do estágio por meio do projeto.

  1.  PROPOSTA DE INTERVENÇÃO

          Tratando-se da realidade do mundo que vivemos e da grande oferta de informações e possibilidades apresentadas aos jovens pelos meios de comunicações, percebemos um movimento contínuo de adaptação dos jovens em meio a sociedade.

          Por isso, são inúmeras as razões que levam os jovens a procurar atendimento psicológico e atividades em projetos religiosos, pois estão sendo inibidos no meio onde vivem. As dificuldades que os jovens apresentam causa um grande impacto sobre a mobilidade, a independência e a qualidade de vida dos mesmos.

          O projeto vivenciar, foi implantado na área missionaria buscando assim, contribuir para a mobilidade confiante, comportamentos saudáveis, participação social e determinação pessoal de cada jovem.

          Nesse sentido, conhecer o que os jovens pensam e oportunizar momentos para eles expressarem suas representações, sentimentos, percepções sobre o que lhes diz respeito, contribui para a obtenção de informações que possibilitam a adequação do processo educativo às suas reais necessidades, além de respeitá-las como cidadãos que têm direito de participação e de expressão (COSTA; BARRETTO, 2011, p. 2005).

          Nestes casos a afetividade muitas vezes irá auxiliá-la na aquisição de novos comportamentos, em todas as etapas do projeto as acadêmicas estarão disponibilizando intervenções eficientes para lidar com cada situação geradoras do estresse emocional.

           Considerando aqui as emoções como algo que está sempre se movimentando e que, dependendo dos acontecimentos da vida sofrem movimentos que fazem bem, que levam o sujeito a se expressar, viver, buscar, pois sem as acadêmicas, psicóloga e os coordenadores dos jovens da área missionaria para darem o apoio necessário a intervenção não seria eficaz podendo levar o jovem a se interiorizar e isolar-se.

  1. OBJETIVOS

3.1 Geral

Desenvolver palestras e atividades que promovam a saúde do indivíduo no âmbito, emocional, social e psicológico para uma melhor qualidade de vida.

3. 2 Específicos

· Proporcionar aos jovens uma reflexão ao compreender seus atos através de palestras, filmes e roda conversa;

· Resgatar fortalecimento de vínculos entre os jovens e seus familiares;

· Mostrar através de reflexões as possibilidades de mudanças de comportamentos no meio onde estão inseridos.

 3. 3 MÉTODO

          As atividades que serão desenvolvidas serão por meio de palestras, filmes, dinâmicas e roda de conversa, a técnica utilizada possibilitara a escuta em grupo, que nos possibilitara uma comunicação dinâmica e produtiva primeiramente entre os jovens e posteriormente com os outros participantes.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7.4 Kb)   pdf (138.5 Kb)   docx (280.7 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com