TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Comportamento Operante

Por:   •  6/6/2017  •  Trabalho acadêmico  •  4.889 Palavras (20 Páginas)  •  597 Visualizações

Página 1 de 20

1- Aprendizagem pelas consequências: O Reforço

Nesse capítulo será estudado o comportamento operante, classificamos como operante aquele comportamento que opera, que produz consequências, modificações no ambiente e é afetado por elas.

Logo, consideraremos como as consequências daquilo que fazemos nos mantem no caminho ou nos afasta dele.

Comportamentos que são aprendidos em função de suas consequências.[pic 1]

Comportamento operante

R → C

(Uma resposta emitida pelo organismo produz uma alteração no ambiente)

1.1 O comportamento operante produz consequências no ambiente

A maior parte de nossos comportamentos produz consequências no ambiente. Essas consequências são mudanças no ambiente.

Um comportamento simples, como estender o braço, produz a consequência pegar um saleiro (mudança no ambiente).

O comportamento é afetado (é controlado) por suas consequências

As consequências de nossos comportamentos vão influenciar suas ocorrências futuras.

Dizer que as consequências dos comportamentos chega a afetá-los é o mesmo que dizer que as consequências determinarão, em algum grau, se os comportamentos que as produziram ocorrerão ou não outra vez, ou se ocorrerão com maior ou menor frequência.

Se o comportamento é influenciado (controlado) por suas consequências, isso nos dá duas possibilidades fantásticas, extremamente importantes para os psicólogos:

  1. Podemos manipular as consequências dos comportamentos para compreendermos melhor como a interação comportamento (resposta)-consequência (RC) se dá;
  2. Se os comportamentos das pessoas são controlados por suas consequências, isso significa que podemos modificar os comportamentos das pessoas programando consequências especiais para seus comportamentos.

  1. O reforço

Consequências que aumentam a probabilidade de um comportamento voltar a ocorrer.

Quando as alterações no ambiente aumentam a probabilidade de o comportamento que as produziu voltar a ocorrer, chamamos tal relação entre o organismo e o ambiente de contingências de reforço, que é expressa da forma se... então.. (se o rato pressiona a barra, então ele recebe água).

Devemos nos lembrar sempre que ao falar de comportamento estamos nos referindo das relações entre organismo e ambiente. Portanto, para determinarmos se um estímulo é um reforçador, ou se uma consequência é um reforço, devemos considerar a relação entre o comportamento e sua consequência, verificando se a consequência afeta um determinado comportamento traduzida no aumento de sua probabilidade de ocorrência.

  1. Reforçadores naturais vs reforçadores arbitrátios

No momento em que a consequência reforçadora do comportamento é o produto direto do próprio comportamento, dizemos que a consequência é uma reforçadora natural.

Quando a consequência reforçadora é um produto indireto do comportamento, afirmamos que se trata de um reforço arbitrário.

Por exemplo: o comportamento de um músico de tocar violão sozinho em seu quarto é reforçado pela própria música (reforço natural); se ele toca em um bar por dinheiro, referimo-nos a um reforço arbitrário.

Criança que precisa de um reforçamento arbitrário para iniciar os estudos, como poder jogar víde-game depois da aula, e com o tempo os reforçadores naturais de utilização do conhecimento no cotidiano passam a operar, não sendo mais necessário o uso de reforçadores arbitrários.

  1. Outros efeitos do reforço

Além de aumentar a frequência de um comportamento reforçado, o reforço tem dois outros efeitos sobre o comportamento dos organismos.

Uma delas é a diminuição da frequência de outros comportamentos diferente do comportamento reforçado.

Outro efeito do reforço é a diminuição da variabilidade na topografia (na forma) da resposta (do comportamento) reforçado. 

Nas primeiras vezes que um rato pressiona a barra para ganhar água, ele emite o comportamento com uma topografia variada - com a pata esquerda, com a direita. À medida que o comportamento de pressão à barra é reforçado, o ratinho passa a emiti-lo de forma cada vez mais parecida.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (33.3 Kb)   pdf (388.9 Kb)   docx (28.6 Kb)  
Continuar por mais 19 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com