TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Holocausto Brasileiro

Por:   •  17/5/2020  •  Resenha  •  584 Palavras (3 Páginas)  •  8 Visualizações

Página 1 de 3

Holocausto Brasileiro

O documentário entitulado como Holocausto Brasileiro conta a história do antigo e mais conhecido Hospital Psiquiátrico. O Hospital Colônia de Barbacena, o mesmo foi fundado em 1903 na cidade de Barbacena, em Minas Gerais.

O documentário é uma adaptação do livro que possui o mesmo nome e foi escrito por Daniela Arbex, o documentário foi o produzido pela mesma. O documentário relata uma das maiores tragédias vividas no Brasil, ao total estipulasse mais de 60 mil pacientes mortos dentro deste hospital que deveria funcionar como uma espécie de rede de tratamento para os indivíduos que ali estavam, mas na realidade funcionou como um depósito para os indivíduos que não se encaixavam as normas da sociedade, mas lá não se encontravam apenas os ditos como anormais, lá podia ser encontrado, crianças órfãs, mulheres que acusam seus maridos de traição, mendigos, bêbados, tais indivíduos chegavam lá em trens supertolados e em situação desumana.

O que podemos observar é que o documentário faz uma crítica ao dito Hospital Psiquiátrico que na época era o mais conhecido, traz relato de funcionários e também de pacientes que na época que foram levados ao hospital eram apenas crianças, lá dentro se tornaram adolescente e adultos também, é possível verificar os traumas que sofreram, os pacientes eram forçados a tomar medicamentos, injeções, eletrochoque, ficavam confinados, dormiam em camas produzidas por eles mesmos com palhas, eram utilizados para trabalho manual e tudo isso surtir um efeito ao psicólogico do indivíduo, indivíduos que se encaixam na normalidade, envolvidos com indivíduos que fugiam na normalidade, tratados como animais, diversas psicopatologias juntas e tratadas da mesma maneira, como se houvesse apenas um tipo de tratamento e que surtisse uma relação de cura da mesma forma.

Então entramos na importância da reforma psiquiátrica que até hoje ocorre, a reforma veio no intuito de “fechar” os manicômios e fiscalizar os ditos hospitais psiquiátricos, a ideia era quê os hospitais psiquiátricos fossem a última solução, foram criadas os diversos tipos de CAPS, justamente para o auxílio dos indivíduos atípicos, mas sem retirá-los do convívio social, um problema que é presente em manicômios, um questionamento que me surgiu durante o documentário e que acredito que perpétua durante anos, “Como vai existir uma melhoria de indivíduos que estão longe do convívio social, visto quê é necessário que o indivíduo se sinta pertencente a um meio? Então retirar o indivíduo de um meio dito como “normal” e colocá-lo em um meio dito como “anormal”, confinando tais indivíduos com diversas patologias, patologias muitas vezes severas, isso tudo traz quais resultados? Qual é a real intenção de um manicômio? Acredito que é de somente limpar a sociedade e aumentar o padrão, não existe uma preocupação para com esses indivíduos, se realmente houvesse, os CAPS, as redes de tratamento não estariam debilitadas desta maneira, não existe um interesse político, é muito mais prático eu aprisionar este indivíduos, retirar deles a capacidade de raciocinar e evita os possíveis problemas que essas pessoas poderiam causar.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.4 Kb)   pdf (56.7 Kb)   docx (7.9 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com