TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

FAMÍLIA E TRABALHO: Trabalho na restruturação produtiva: ausência de políticas de emprego e deterioração das condições de vida.

Por:   •  10/5/2015  •  Trabalho acadêmico  •  1.757 Palavras (8 Páginas)  •  171 Visualizações

Página 1 de 8

[pic 1][pic 2][pic 3][pic 4][pic 5]

Sistema de Ensino Presencial Conectado

SERVIÇO SOCIAL

Concepção Histórica das Políticas Sociais Brasileira no Período de 1960 a 1980

e o Serviço Social.

[pic 6][pic 7]

Tutor Presencial:

Tema:

Família e trabalho:

Trabalho na restruturação produtiva: ausência de políticas de emprego e deterioração das condições de vida.

   

             Trabalho de Avaliação Interdisciplinar Individual apresentado à Universidade Norte do Paraná – UNOPAR, referente ao curso de Serviço Social relacionando as seguintes disciplinas: Fundamentos Históricos e Metodológicos do Serviço Social l, Sociologia, Ciências Políticas e Filosofia.

Professores: Rosane Malvezzi, Sérgio G. Barboza, José Adir e Wilson Sanches
                                                                                           

Joinville – SC

2014

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO................................................................................................................ 04

A DIVISÃO SOCIAL DO TRABALHO E SEUS IMPACTOS  NA FAMÍLIA...............................05

AS RELAÇÕES FAMILIARES NA CONTEMPORANEIDADE................................................06

A MULHER NO MERCADO DE TRABALHO E SEUS IMPACTOS SOCIAIS NO SÉCULO XX. 07

CONCLUSÃO.................................................................................................................. 08

BIBLIOGRÁFIA................................................................................................................ 09

1.INTRODUÇÃO

O objetivo desse breve estudo é fazer uma análise sobre as transformações das famílias na atualidade e das questões potencializadas pelas relações família-trabalho. Oportunizando assim  uma discussão reflexiva dos novos arranjos familiares e seu modo de ser, que influenciadas pelo desenvolvimento econômico e evolução no modo de produção do trabalho, tem repercutido no comportamento das relações humanas e, consequentemente, no desenvolvimento de políticas públicas para o enfrentamento de suas questões .

Compreender o universo familiar e suas transformações tem sido um grande desafio para as instituições e profissionais que atuam nos diversos segmentos da sociedade buscando desenvolver e formular respostas efetivas para o enfrentamento e administração dos conflitos propagado pelas sociedades capitalistas  contemporâneas.

 Para esta análise reflexiva, tomou-se como base referenciais os conhecimentos interdisciplinares do segundo semestre do curso de Serviço Social abordados pelas seguintes disciplinas: Fundamentos Históricos e Metodológicos do Serviço Social l, Sociologia, Ciências Políticas e Filosofia.

 2. A Divisão Social do Trabalho e  Seus Impactos nas Famílias.

Atualmente, os novos arranjos familiares tem passado por uma grande transformação no seu comportamento na sociedade pós-moderna. Como aponta os autores, Torres e Yacoub (2012), a instituição familiar se modificou completamente, e tais mudanças refletiram também nas transformações de todas as instituições sociais. Afirmam ainda, que o nome família continua o mesmo, porém, sua estrutura já não é a mesma. A sociedade moderna  tem adotado novos padrões no seu comportamento, o que tem afetado diretamente nas vivencias cotidiana das famílias,

A modernidade tardia trouxe consigo um processo de individualização social, as pessoas são “libertadas” das formas sociais anteriores como classe, estrato, família, estatuto de gêneros e etc. Essa situação gerou, sobre tudo no mundo ocidental, um “impulso social individualizatório”. Isso dissociou as pessoas, através da ruptura de continuidade da história, dos condicionamentos ligados à classe e família (TORRES e YACOUB, 2012; p.4).

Dos principais aspectos geradores dessas mudanças estruturais das famílias  foram consequências do desenvolvimento industrial ocorridas nas ultimas décadas. Algumas dessas mudanças, principalmente na economia,  acarretaram transformação no mercado de trabalho, consequências refletidas no relacionamento humano e na sua intensa busca por melhores condições de vida e desejo de conquistas individuais que trazem consigo modificações de papeis sociais

...

Baixar como (para membros premium)  txt (12.3 Kb)   pdf (237.3 Kb)   docx (69.1 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com