TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Ação do complexo enzimático da piruvato desidrogenase em células neoplásicas sob efeito do ácido Dicloroacético: uma revisão

Por:   •  1/11/2016  •  Trabalho acadêmico  •  555 Palavras (3 Páginas)  •  44 Visualizações

Página 1 de 3

Profª Márcia Augusta  -  Bioquimica Industrial

Nomes:                                        RA                3°B                

Kaique J. B. Alves                                031084

Palloma da Silva Marques                        030644

Sophia Dimitrov                                031051

Victor Takatsu Segovia                        030646

Texto Discussão:

Ação do complexo enzimático da piruvato desidrogenase em células neoplásicas sob efeito do ácido Dicloroacético: uma revisão

  1. Qual a ação da apoptose em uma célula tumoral ?

R:  A apoptose funciona como um controle populacional celular no organismo. Em uma célula tumoral, está função é reduzida ou inibida.

  1. Quais os produtos finais da glicólise ?

R: Dois mols de NADH + H, dois mols de ATP e dois mols de piruvato.

  1. Como e onde ocorre a descarboxilação do piruvato desidrogenase a acetil-CoA ?

R: A descaboxilização do piruvato desidrogenase  a Acetil –CoA ocorre pela ação de um conjunto de enzimas denominadas de piruvato descarboxilase. O processo de descarboxilização do piruvato e sua transformação em Acetil-CoA ocorrem na mitocôndria.

  1. Qual o resultado da ação do complexo enzimático piruvato desidrogenase a acetil-CoA ?  

R: O Tioéster , com um átomo de enxofre substituindo o de oxigênio de um éster carboxílico normal (grupo –SH na molécula da CoA)

  1. Como o lipoato se torna reduzido ?

R: Se torna reduzido pela ação da hidroxietil e uma hidroxila é oxidada, formando acetila. A diidrolipoil transacetilase – E2 (uma das enzimas do complexo piruvato desidrogenase) promove a transferência da acetila para a coenzima A produzindo a acetil-CoA e o lipoato se torna totalmente reduzido.

  1. Onde a isoforma da piruvato desidrogenase cinase 2 é expressa e qual a sua resistência ?

R: A isoforma da piruvato desidrogenase cinase 2 é expressa abundantemente em tecidos e é muito sensível à ativação ou inativação pela regulação molecular endógena ou exógena, tal como o dicloroacetato.

  1. Explique a relação da piruvato desidrogenase cinase e o dicloacetato.

R: De acordo com estudos, a atividade da piruvato desidrogenase cinase em linhagens celulares cancerígenas pode ser regulada pelo dicloroacetato. Ou seja, ajuda a induzir a apoptose.

 

  1. Como falhas no complexo da piruvato desidrogenase podem originar a erros na produção de energia celular?

R: Alterações como auto-suficiência em sinais de crescimento, insensibilidade aos sinais inibitórios do crescimento, potencial de replicação sem limites, angiogênese sustentada, invasão tecidual e metástase e desvio da morte celular programada (apoptose) indicam falhas no complexo da piruvato desidrogenase.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.7 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »