TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Membrana Plasmática

Por:   •  9/6/2016  •  Resenha  •  441 Palavras (2 Páginas)  •  132 Visualizações

Página 1 de 2

Membrana plasmática é uma película delgada que delimita a célula. Sua função é a da permeabilidade seletiva (controle de entrada e saída de substâncias) e o reconhecimento celular (receptores químicos que identificam outros corpos celulares). Sua composição é de lipoproteínas possuindo estrutura trilaminar (sanduíche de proteínas, lipídios e proteínas). Em 1953, Singer e Nicholson propuseram o modelo do mosaico-fluido onde o fosfato (proteína) é hidrofílico e o lipídio é hidrofóbico, portanto a membrana é fosfolipídica em dupla camada com proteínas mergulhadas entre si. A parede celular é um envoltório externo à membrana plasmática com o objetivo de proteção através de densas camadas de moléculas. Sua composição em vegetais é de celulose, em fungos de quitina e de bactérias de peptidioglicano. Nas células animais o que recobre a membrana plasmática é o glicocálice, uma camada frouxa de carboidratos. A microvilosidade é uma pequena dobra da membrana plasmática para aumentar a superfície de contato (aumentando a absorção), ocorrendo principalmente no intestino delgado e nos tubos renais. A interdigitação é uma reentrância entre as membranas de duas células para aumentar a aderência entre elas. O desmossomo é uma proteína que liga duas células vizinhas para aumentar a aderência. O transporte passivo ocorre sem nenhum gasto energético (ATP) para ocorrência do equilíbrio (gradiente) da concentração. A difusão simples é a passagem do soluto do meio hipertônico para o meio hipotônico até alcançar o equilíbrio (isotonia). Às vezes a própria atividade celular impede a isotonia.A difusão facilitada é a passagem de soluto do meio hipertônico para o meio hipotônico com tendência ao equilíbrio, ocorrendo através de proteínas da membrana (permease). A difusão facilitada ocorre mais rápido que a difusão simples. A osmose é a passagem de solvente (água) do meio hipotônico (mais solvente) para o meio hipertônico (menos solvente), através da membrana semipermeável (não passa soluto) com tendência ao equilíbrio, alterando o volume celular (a difusão não altera o volume celular). A osmose em células animais (hemácias) ocorre no meio isotônico (zero vírgula nove por cento de cloreto de sódio – hemácia normal e bicôncava), no meio hipertônico (um e meio por cento de cloreto de sódio – hemácia murcha ou crenada ou cremação) e meio hipotônico (água pura – hemácia rompida pela hemólise ou cheia, sendo chamada de túrgida). A osmose em células vegerais ocorre no meio isotônico (célula flácida), no meio hipertônico (retrai a membrana e o citoplasma deixando a célula plasmolisada – plasmólise) e no meio hipotônico (no início entra água devido à pressão osmótica ser maior que a resistência da parede celular e no final entra e sai água na mesma quantidade devido à pressão osmótica se igualar a resistência da parede).

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.9 Kb)   pdf (51.3 Kb)   docx (9.2 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com