TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

As Lutas Enquanto Conteúdo da Educação Física Escolar

Por:   •  4/1/2019  •  Trabalho acadêmico  •  829 Palavras (4 Páginas)  •  33 Visualizações

Página 1 de 4


Trabalho de Educação Física (licenciatura), apresentado à Universidade Norte do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção de média bimestral na disciplina de Educação Inclusiva.

As lutas enquanto conteúdo da educação física escolar.

As Lutas

    Como um ramo da Educação Física Escolar, reúnem um conjunto de conteúdos e oportunidades que contribuem para o desenvolvimento integral do educando

   Tendo surgido nas formas primitivas de defesa, e evoluído historicamente com a sociedade humana, as várias lutas representam uma das manifestações do movimento humano mais expressivas, trabalhando o corpo e a mente de forma indissociáveis, sempre ligadas a uma filosofia de vida, privilegiando o respeito ao outro e o auto - aperfeiçoamento, tendo a autodefesa como meta.

Os professores:

    Profissionais dotados de requisitos básicos (pedagógicos, científico, éticos), desejam preparar os seus alunos para um mundo em constante evolução, podem, com algum esforço e pesquisa, realizar uma atuação de qualidade, incluindo em seu planejamento escolar, conteúdos de grande valor para a construção de indivíduos autônomos e preparados para o novo mundo.

     Mas no cotidiano escolar, muitas vezes, encontramos professores com práticas impensadas, rotineiras e mecânicas, reproduzindo automaticamente, as suas aparentes competências práticas.

     

     Esses professores esquecem que o objetivo da Educação Física Escolar é ensinar algo que possa contribuir para o processo educativo do ser humano.

     As aulas de Educação Física costumam seguir um famoso roteiro, em que os alunos chegam ao local da aula e já idealizam e clamam por uma bola e a divisão de duas equipes para a disputa de seja qual for o esporte coletivo desejado.

     

     As lutas inseridas no contexto escolar podem gerar a diminuição da exclusão de grupos na aula.

     

     Na luta a situação é diferente, pois é possível administrar as disputas, deixando justa e competitiva a aula, e também dando a outros alunos a oportunidade de se destacar nas aulas e se sentir bem com a vitória.

     Mas juntamente com todos os prós, existe o grande questionamento sobre essa questão, a dúvida de que se a luta pode ou não influenciar atitudes violentas no aluno, e assim acabar gerando mudanças ou intensificação de comportamentos dentro e fora da escola.

     

     Por conta disso, é necessário a capacitação do profissional de Educação Física para melhor entendimento da área, possibilitando a melhor maneira de aplicá-la associando esporte e educação.

     Normalmente os educadores optam por atividades que assemelham-se aos princípios da luta, que são por base o uso da estratégia e força muscular, como cabo-de-guerra, pique-bandeira e queimada, isso se deve em muitos casos à falta de estrutura por parte da escola.

     

     Outros esportes que não estão relacionados a luta promovem muito mais a violência, como é o caso dos jogados em grupo e com bola, pois envolvem várias pessoas com o objetivo de conquistar a bola e atingir a pontuação do jogo, consequentemente contendo muito contatos físicos.

     Essa é uma visão precipitada das lutas, pois o primeiro passo para compreender a essência desse esporte é diferenciar luta de briga, pois briga é violência e movida a ódio, a luta não, existe toda uma história até a criação daquela modalidade, possui regras, e muitos conceitos, que em diversos casos carregam um dilema de paz.

     

     Chega-se a conclusão de que o professor de Educação Física, pode  e deve ter em seu cronograma a implementação de lutas nas escolas, por mais que seja com conceitos básicos, teorias, e ensinamentos sem ser prático, pois as modalidades de luta trazem muitos ensinamentos sobre respeito, educação, equilíbrio físico e mental, e deixam as aulas com mais equidade, sem favorecer o grupo atlético que opta por futebol e deixa de lado os colegas com menos disposição física.

ENTREVISTA

CONSIDERAÇÕES FINAIS

      Vimos que existe uma carência ou necessidade que as capacitações oferecidas pela rede, abordem esse conteúdo vislumbrando não só de maneira conceitual, mas que aprofunde as questões operacionais.

     Entende-se que ainda seja necessário que identifique problemas, amplie a compreensão e contribua com o tratamento das lutas, com a qualidade e competência adequada, gerando efeitos positivos na formação dos alunos dentro da escola.

     Lutas enquanto modalidade de ensino no contexto escolar deve contribuir para aprendizagem dos alunos, exaltando os benefícios e esclarecendo dúvidas a respeito desse conteúdo pouco explorado, mas riquíssimo em cultura totalmente voltada para o crescimento do aluno, seja, no desenvolvimento de habilidades corporais, na compreensão de valores éticos e morais, no controle da agressividade e do aprimoramento de convívio social dos alunos, transformando o individualismo em solidariedade e a disputa em cooperação.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5 Kb)   pdf (71.4 Kb)   docx (12.9 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com