TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Insuficiencia Renal

Por:   •  17/9/2016  •  Trabalho acadêmico  •  1.495 Palavras (6 Páginas)  •  143 Visualizações

Página 1 de 6
  1. Introdução

Há algumas situações que lesam o rim agudamente, outras levam anos para o dano tornar-se aparente. As doenças que lesam as diferentes estruturas dos rins são, entre outras, as nefrites, o diabete, a hipertensão arterial, infecções urinárias, obstruções das vias urinárias e as hereditárias.

A insuficiência renal é um diagnóstico que expressa uma perda maior ou menor da função renal. Qualquer desvio funcional, de qualquer uma das funções renais, caracteriza um estado de insuficiência renal. Mas, somente a análise dessas funções nos permite afirmar que há perda da capacidade renal e estabelecer níveis de insuficiência renal. Nenhuma prova isolada é suficientemente exata ou fiel para avaliar a função renal, por isso, devem ser feitas várias provas, analisando a filtração, a reabsorção, a excreção e a secreção renal.

  1. Definição

Insuficiência renal pode ser definida como perda das funções dos rins, como incapacidade de filtrar o sangue, que gera um acúmulo de substâncias tóxicas no organismo.

  1. Insuficiência Renal Aguda

 É caracterizada pela redução rápida da função dos rins, que se mantém por períodos variáveis, resultando na inabilidade dos rins exercerem suas funções básicas. Em muitas ocasiões o paciente necessita ser mantido com tratamento por diálise até que os rins voltem a funcionar. Em outros casos, os rins não tem sua função reestabelecida e o paciente precisa ser mantido em diálise.

  1. Insuficiência Renal Crônica

Insuficiência renal crônica é a perda lenta, progressiva e irreversível das funções renais. Por ser lenta e progressiva, esta perda resulta em processos adaptativos que, até certo ponto, mantêm o paciente sem sintomas da doença. Até que tenham perdido cerca de 50% de sua função renal, os pacientes permanecem quase sem sintomas. A partir daí, podem aparecer sintomas e sinais que nem sempre incomodam muito. Assim, anemia leve, pressão alta, edema (inchaço) dos olhos e pés, mudança nos hábitos de urinar (levantar diversas vezes à noite para urinar) e do aspecto da urina (urina muito clara, sangue na urina). Deste ponto até que os rins estejam funcionando somente 10 a 15% da função renal normal, geralmente, podem-se tratar os pacientes com medicamentos e dieta.  

Quando a função renal se reduz abaixo desses valores, torna-se necessário o uso de outros métodos de tratamento da insuficiência renal: diálise (hemodiálise ou diálise peritoneal) ou transplante renal.

  1. Causas

A insuficiência renal pode acontecer através de diversos agravantes como medicamentos, baixo fluxo sanguíneo, pressão alta, diabetes e Glomerulonefrites entre outras causas.

Causa na hipertensão arterial: Uma das funções do rins é de controlar a pressão arterial, quando eles estão com um mau funcionamento, a pressão arterial pode se elevar anormalmente, que acometera em uma disfunção renal, fechando um ciclo de agressão aos rins. Para se evitar uma possível insuficiência renal é de extrema importância que aconteça uma boa manutenção da pressão arterial.

Causa na diabetes: A diabetes é uma das principais causas para a insuficiência renal crônica, com um numero de casos elevado entre os pacientes. Depois de algum tempo diagnosticado se a diabetes não receber tratamento corretamente, alguns pacientes começam a apresentar problemas renais. Sendo uma das primeira manifestações a perca de proteína na urina fazendo também com que ocorra uma aumento da pressão arterial, que já se caracteriza como uma das causas da insuficiência renal, aumentando a ureia e o nível de creatina no sangue.

Glomerulonefrites: Vai ser resultante de qualquer inflamação que seja crônica nos rins. Se o paciente não possuir essa inflamação controlada ou curá-la poderá resultar em uma perda total das funções renais.

Outras causas: O que também pode provocar uma insuficiência renal são diversos fatores como rins policísticos (cistos grandes e em grande número nos rins), infecções urinais repetidas devido a alterações no trato urinário, pedras de rins ou até mesmo doenças congênitas.

  1. Sinais e Sintomas

Quando a pessoa começa a ter problemas renais, são muitos os sinais e sintomas, como:

  • Alterações na cor da urina;
  • Dor ou ardor quando estiver urinando;
  • Passa a urinar toda hora;
  • Levantar mais vezes na noite pra urinar;
  • Inchaço dos tornozelos ou ao redor dos olhos;
  • Dor lombar;
  • Pressão sanguínea elevada;
  • Fraqueza;
  • Anemia;
  • Etc.

Existem os sintomas da insuficiência renal aguda e crônica.

  1. Aguda

  • Pouca urina;
  • Inchaço nos olhos;
  • Cansaço;
  • Náuseas;
  • Diminuição da sensibilidade nas mãos e nos pés;
  • Falta de apetite;
  • Dor nos rins, na parte inferior das costas;
  • Pode haver sangue das fezes;
  • Soluços;
  • Tremedeira nas mãos;
  • Inchaço por todo o corpo;
  • Em casos mais graves pode haver convulsões.
  1. Crônica
  • Pressão alta;
  • Inchaço nos olhos, pernas e pés (principalmente no final do dia)
  • Acordar para fazer xixi constantemente;
  • Urina com espuma;
  • Cansaço fácil;
  • Fraqueza;
  • Perda de apetite;
  • Náuseas e vômitos.

Quando se observar esses sintomas, consulte um medico nefrologista para passar alguns exames para diagnosticar e indicar um tratamento.

  1. Tratamentos

  1. Tratamentos da insuficiência renal aguda

A insuficiência renal aguda é a perda rápida da função renal devido danos aos rins. Na maior parte das vezes os tratamentos são feitos com antibióticos e diuréticos, uma dieta balanceada também é uma ótima opção feita pelos nutricionistas.

Em alguns casos normalmente é necessário fazer a diálise para filtrar o sangue ou então alguns pacientes não recuperam a função precisando então de um transplante renal.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (10.7 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »