TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

TRABALHO RECURSOS BIOHIDRICOS CONCLUÍDO

Por:   •  20/7/2020  •  Trabalho acadêmico  •  2.114 Palavras (9 Páginas)  •  8 Visualizações

Página 1 de 9

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO................................................................................... 02

2 PATOLOGIA....................................................................................... 03

3 CASO CLÍNICO.................................................................................. 04

3.1 Histórico...........................................................................................04

3.2 Exames complementares...............................................................05

3.3 Diagnóstico......................................................................................06

4 TRATAMENTO FISIOTERAPEUTICO AQUÁTICO........................... 07

5 PLANO FISIOTERAPÊUTICO........................................................... 08

5.1 Exercícios de aquecimento e alongamento..................................08

5.2 Exercícios de fortalecimento para membros superiores............09

5.3 Exercícios de relaxamento.............................................................10

6 CONCLUSÃO ......................................................................................11

7 BIBLIOGRAFIA................................................................................... 12

1 INTRODUÇÃO

Este trabalho aborda a fisiopatologia da discopatia degenerativa, bem como um estudo de caso de paciente e tem como objetivo apresentar uma proposta de tratamento fisioterapêutico, utilizando recursos biohídricos.

Discopatia degenerativa é uma lesão onde o disco intervertebral se desidrata e a cartilagem do núcleo pulposo se fragmenta. O estudo de caso foi realizado com uma paciente, mulher de 58 anos, diagnosticada com discopatia degenerativa em região cervical há 2 dois meses.

A hidroterapia ou reabilitação aquática é uma modalidade terapêutica que tem o uso da água como meio de cura. As propriedades físicas da água, somadas aos exercícios, podem cumprir a maioria dos objetivos propostos num programa de reabilitação física.

A proposta de tratamento fisioterapêutico aquático proposta no trabalhos objetivou a analgesia e o fortalecimento muscular da paciente para que ela possa obter qualidade de vida e retomar suas atividades cotidianas.

2 PATOLOGIA

Discopatia degenerativa é uma lesão onde o disco intervertebral se desidrata e a cartilagem do núcleo pulposo se fragmenta. A discopatia degenerativa é um termo que engloba desidratação, fissuras e rupturas do disco intervertebral. Durante o processo degenerativo as fibras enfraquecem e ocorre a redução da altura do disco intervertebral, que já não consegue absorver a pressão sobre si, acarretando no abaulamento do anel fibroso e com isto o disco tende a ficar em uma forma de arco. Em um estágio mais avançado o núcleo fica saliente, e forma uma protrusão no disco.

A ocorrência de alterações estruturais na discopatia degenerativa se dá nesta sequência:

 • desidratação: originada por diminuição da quantidade de água no núcleo pulposo e alterações na proporção dos níveis de proteoglicanos,

• fissuras/rupturas: apresentam-se de forma concêntrica (fissuras) e radial (rupturas) e podem manifestar-se como um foco de hipersinal periférico, nas seqüências ponderadas em T2 obtidas pela ressonância magnética. A separação entre as fibras do anel fibroso, a avulsão delas de sua inserção nos corpos vertebrais ou a sua ruptura são diferentes espectros de uma mesma lesão. Esta lesão é decorrente de vários fatores, e não necessariamente originada apenas por traumas,

• aquelas modificações estruturais mencionadas podem ou não alterar os contornos do disco intervertebral. Quando o fazem de uma forma global, têm-se os abaulamentos se de forma focal, têm-se as hérnias.

Os discos intervertebrais têm como função absorver e distribuir as cargas e impactos aplicados na coluna. Devido uma sobrecarga de peso, má postura adquirida pode ocorrer um aumento da pressão intradiscal e consequentemente uma degeneração do mesmo. Não há um consenso absoluto na literatura sobre a causa da degeneração discal. Há vários fatores que podem estar relacionados à discopatia degenerativa, tais como genética, obesidade, cargas compressivas em longo prazo, forças vibratórias, má postura, principalmente daqueles que mantêm o tronco à frente da linha de gravidade e o fator envelhecimento que contribui significativamente para o desgaste dos discos intervertebrais.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (16.3 Kb)   pdf (522.5 Kb)   docx (419.1 Kb)  
Continuar por mais 8 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com