TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Atps desenho tecnico anhanguera

Por:   •  12/5/2015  •  Projeto de pesquisa  •  1.550 Palavras (7 Páginas)  •  353 Visualizações

Página 1 de 7

FACULDADE ANHANGUERA DE  SÃO JOSÉ DOS CAMPOS[pic 3]

CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA ELÉTRICA/ CONTROLE E AUTOMAÇÃO

Aline Andreotti Urna

RA: 1299111271

Curso: Engenharia Controle e Automação

Série: 1ª D

Andreza Rodrigues Fernades

RA: 1299109995

Curso: Engenharia Elétrica

Série: 1ª E

Professor orientador:

Douglas Andrini

Anhanguera Educacional

douglas.andrini@anhanguera.com


INTRODUÇÃO AO DESENHO TECNICO

 Elaboração de um breve manual, listando os pontos mais relevantes que aprendemos em desenho técnico.

RESUMO

O desafio desta ATPS é a produção de um vídeo, com a participação dos membros da equipe, no qual apresentarão os resultados de uma atividade prática; a demonstração de resultados reais, por meio da pesquisa com profissionais que se utilizam de projetos em sua atividade cotidiana, e a elaboração de apresentações sobre assuntos pesquisados e discutidos pela equipe, todos no formato de estudo de caso, em sala de aula.

Palavras-Chave: vídeo - resultados- projetos – apresentação.

ABSTRACT

The challenge of this ATPS is the production of a video, with the participation of members of the team, which will present the results of a practical activity; the demonstration of actual results, through the survey of professionals who use projects in their everyday activity, and the preparation of presentations on topics researched and discussed by the team, all in the form of case study in the classroom.

Keywords: video – results – projects – presentation.


  1. ETAPA 1

Esta atividade é importante para que você apresente a representação de elementos utilizados em desenho mecânico de forma dinâmica e pratica.

Pesquisamos sobre os tópicos básicos relacionados ao desenho técnico nos sites sugeridos e também em vídeo-aulas, anotamos três pontos relevantes:

Segue abaixo nossas conclusões sobre os assuntos:

  1. Leitura E Interpretação De Desenhos (Princípios Básicos)
  2. Definição De Projeção Ortogonal
  3. Vista Em Corte

  1. LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE DESENHOS (PRINCIPIOS BASICOS)

O primeiro passo necessário a se ter conhecimento para fazer a leitura e interpretar um desenho técnico é saber identificar em qual percepção foi projetado. De acordo com as normas internacionais, pode se utilizar 2 sistemas de projeções ortogonais, denominados de 1° ou 3° diedro, sendo mais utilizada no Brasil a representação em 1° diedro, enquanto em países desenvolvidos como Japão e USA, utiliza-se com mais frequência o 3° diedro.

Outro ponto a se observar é que quando estamos vendo uma projeção ortogonal, temos que nos lembrar de que há uma 3° dimensão oculta pela própria projeção ortogonal. E que com apenas uma vista, é impossível visualizar com clareza o desenho, para isso é difundido o uso de pelo menos 3 vistas: vista de frente, vista superior e uma das laterais. Mas em alguns casos, pela simplicidade do desenho, é possível deixar claro em apenas 2 vistas.

A importância de saber distinguir um diedro do outro é primordial no desenho técnico, pois muitas vezes eles não veem indicados no projeto. A seguir, mostrarei uma representação, e abaixo como fazer para identificar o  diedro em que esta projetado.

[pic 4]

Neste exemplo é fácil de identificar que esta no 1° diedro[pic 5], pois como vemos a vista 2 (superior) sendo projetada abaixo do desenho. E a vista 3 que está á direita, esta representando a lateral esquerda do objeto.

           Outra informação que o desenho técnico traz são as escalas, então precisamos estar ciente de algumas normas para a representação da escala. Já que muitas vezes, não será possível representar o objeto em sua dimensão real.

           Seja para ampliações ou reduções, a ABNT recomenda a padronização e utilização das seguintes escalas.

CATEGORIA

ESCALA

AMPLIAÇÃO

2:1       5:1       10:1       20:1       50:1

REDUÇÃO

1:2   1:5   1:10   1:20   1:50   1:100   1:200  1:500   1:100   1:2000   1:5000   1:10000

Para finalizar, vamos abordar sobre outra ferramenta usada para dar o dimensionamento correto do objeto, são as chamadas linhas de cotas  (  ,            ) que são colocadas na vista que melhor representa o objeto, devem ser colocadas com cautelas, evitando cotas desnecessárias no desenho, normalmente a unidade usada é a de milímetro, caso seja necessário utilizar outras unidades de medidas, o símbolo terá que ser colocada ao lado da cota.  A ABNT de acordo com a NBR 10126 fixa dois métodos para a colocação das cotas.[pic 6]

[pic 7]                         [pic 8]

Deve sempre estar fora do desenho, se o desenho permitir, colocar as cotas alinhadas e na ordem: cota maior e depois a cota menor por dentro, a fim de se evitar o cruzamento das linhas.

                [pic 9]

  1. DEFINIÇÃO DE PROJEÇÃO ORTOGONAL

Nos desenhos projetivos, é a representação gráfica do modelo feita em um plano. Essa projeção é denominada ortogonal, pois os raios projetantes são perpendiculares ao plano de projeção.

[pic 10]

A projeção resultante representa a forma e a verdadeira grandeza da peça projetada, dada pelos raios projetantes, que, são paralelos e perpendiculares em relação ao plano de projeção.

[pic 11]

COMO UTILIZAR AS PROJEÇÕES ORTOGONAIS

As projeções ortogonais são utilizadas para representar formas tridimensionais, através de uma figura plana. Para aparecer a terceira dimensão é necessário fazer uma segunda projeção ortogonal olhando os sólidos por outro lado, assim, o modelo não é mais essencial para o entendimento da peça.

[pic 12]

 

    COMO UTILIZAR AS PROJEÇÕES ORTOGONAIS

Apesar das duas vistas apresentadas acima, conseguirem projetar a terceira dimensão, se utiliza uma terceira vista, para representar as formas espaciais. Segue abaixo um exemplo:

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.9 Kb)   pdf (876.2 Kb)   docx (1.8 Mb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com