TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Humanização Nas Empresas: Tendência Organizacional Como Resgate De Valores

Por:   •  5/5/2014  •  5.425 Palavras (22 Páginas)  •  768 Visualizações

Página 1 de 22

1

Humanização nas Empresas: Tendência Organizacional como Resgate de Valores

RESUMO

Este artigo tem como objetivo esclarecer o que realmente é a humanização aplicada

às organizações, como ela funciona e o que ela pode trazer de benefícios. Atualmente este é

um tema que tem sido discutido freqüentemente, mas pouco se tem visto sua prática com os

intuitos fidedignos. Nossa missão foi mostrar que, investir na humanização interna e externa

é uma tendência global que veio para ficar, pois traz consigo resultados que transcendem

valores. Nesse sentido, abordamos essencialmente a humanização externa através de

pesquisa de exemplos de projetos que deram certo e agregaram valor junto à sociedade, com

ética e responsabilidade social. Os resultados deste investimento são garantidos.

Palavras-chave: Responsabilidade Social. Ética. Valorização. Motivação.

1. INTRODUÇÃO

Desde a abordagem da Administração Científica e da Teoria Clássica busca-se

descobrir a fórmula do sucesso nos resultados. Antigamente falava-se em racionalização de

tempos, movimentos, etc. Com o início das Relações Humanas, viu-se a necessidade de se

investir mais no funcionário como um todo, considerando-o como um ser humano com idéias

e objetivos próprios.

Nos dias atuais, o funcionário é visto como colaborador e capital intelectual, como

aquele que é dotado de capacidade para influenciar nas decisões de sua empresa. Essa é a

visão que todas as organizações devem ter. E para que isso realmente ocorra, as empresas

precisam aprender a motivar e valorizar seus clientes internos, para posteriormente atingir os

clientes externos.

Outra forte tendência existente nos dias atuais, porém no âmbito da humanização

externa, é a tão famosa responsabilidade social e sócio-ambiental. As empresas começaram a

ver que a humanização transcende o conceito de fazer algo para melhorar apenas seu negócio.

Elas viram que é preciso contribuir de alguma forma, seja direta ou indiretamente, ainda que o

projeto adotado não tenha nenhuma ligação com seu ramo de atuação no mercado.

O intuito de nosso artigo foi abordar a origem da humanização, os benefícios de sua

implantação nas organizações, seja interna ou externamente, e o que de fato temos visto

acontecer nas empresas atuais. Esperamos agregar conhecimento para os que lêem este artigo

e proporcionar ajuda para as organizações, no intuito de torná-las mais humanizadas e

socialmente responsáveis.

O artigo está estruturado em oito seções, além desta introdução. A primeira apresenta

informações que relatam o que deu origem ao surgimento das relações humanas. A segunda

mostra como e porque houve a criação da humanização nas organizações. Na terceira seção,

discutimos os benefícios da humanização interna. Na quarta focamos os benefícios da externa,

que são nosso foco maior neste artigo. A quinta seção explicita os contrastes que vemos com

grande freqüência nas organizações e como está ressurgindo um novo conceito de

humanização nas empresas. A sexta descreve qual foi a metodologia utilizada para a

realização da pesquisa empírica. A sétima descreve os resultados encontrados na empresa que

foi nosso objeto de estudo. E, por último, a oitava seção apresenta as conclusões a que o

estudo permitiu chegar.

2

SEGeT

...

Baixar como (para membros premium)  txt (38.5 Kb)  
Continuar por mais 21 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com