TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Clima Organizacional

Por:   •  12/9/2015  •  Monografia  •  1.048 Palavras (5 Páginas)  •  114 Visualizações

Página 1 de 5

História e cultura afro-brasileira

Após a abolição da escravidão os negros e seus descendentes tiveram uma grande dificuldade de se integrar na sociedade, pois uma vez livres tiveram de competir mão de obra e moradia com o branco de classe baixa, que vinham com a vantagem de não sofrerem preconceito.

O Brasil teve um conceito de banir as pessoas negras tornando o país uma raça de brancos que por sua vez, abriu fronteiras para os países europeus que procuravam refúgio. Enquanto os afros descendentes procuravam empregos os europeus vinham para o país já com serviço prometido para trabalhos tanto na área urbana quanto na área rural do Brasil, principalmente nas áreas prósperas.

Por este motivo aos Afros descendentes que conseguiram um emprego eram em áreas das qual ninguém queria como: Faxineiro, limpeza de ruas, carregamento de cargas entre outros.

A partir do sec. XX os europeus que trabalhavam nas indústrias com os poucos Afros descendentes que faziam parte do quadro de funcionário, começaram a realizar movimentações para melhorias como: salário justo e condições trabalhistas.

Essas revoluções por outro lado, foram muito mal vistas pelos empresários e pelo governo, que deram a preferência da contratação dos negros ao invés dos imigrantes. Com isso aos poucos os negros começaram a se empregar nas indústrias e com mais força nos movimentos operários, com esta oportunidade começaram a expor sua cultura como; dança musica como um exemplo o carnaval.

Com a ajuda de profissionais liberais, funcionários públicos e artesões foram criado um jornal que eles espalhavam a través das matérias a desigualdade social, a ideologia, culturas e apresentavam seus heróis negros como Jose do Patrocínio.

Em 1931 foi fundada a organização Frente Negra Brasileira, tendo grande respectiva em, São Paulo, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, promovendo oportunidades na alfabetização para atuar em odontologia, direito e clinica médica.

Em 1938 com a ditadura de Vergas os jornais da Frente Negra Brasileira foram excluídos da sociedade a única associação que não sofreu repressão foi às escolas de samba, mas mesmo assim apresentaram cronogramas para que não fosse proibido.

Só em 1945 foi que os negros voltaram a ter voz ativa e liberdade de expressão no Brasil, voltando com os jornais como, por exemplo, o Alvorada.

Em 1944 os negros tiveram a inclusão no teatro graças a iniciativa de Abdias do Nascimento. Mas em 1945 o movimento alavancou com a ajuda de outros como Francisco Trindade fundando o comitê democrático de Afro brasileiro.

Em 1978 Surgiu o movimento negro unificado defendendo o assassinato de um trabalhador levando a uma manifestação em frente ao teatro municipal de São Paulo.

A partir da criação do movimento surgiram leia que ate hoje defendem os direitos de igualdade social e racial no Brasil.

Movimento negro pelos direitos civis nos EUA

Na década de 1950 nos EUA a lei racial era muito mais rígida e preconceituosa, Rosa Parks Foi presa em 1955 por se recusar a dar o lugar no ônibus a um homem branco. Eram sobre essas e muitas outras descriminações raciais que Martim Luther King (líder negro norte americano) lutava: Paz e igualdade social.

Artigo mostrando o objetivo de ressaltar a cultura negra no Brasil

Quando recebemos no Brasil este povo maravilhoso, não sabíamos da sua grande importância e contribuição para todos os setores da economia, da cultura, da religião, das artes, da política e tantos outros. O continente Africano com sua grande diversidade cultural vê-se intensamente ligado à cultura brasileira, uma vez que recebemos neste país cerca de cinco milhões de negros africanos, que através da sua alegria e seu jeito de ser conseguiram produzir uma geração de pessoas alegres, mulatas lindas e um povo que de toda dificuldade tira uma lição de vida e se fortalece ainda mais. 
Os africanos que aqui chegaram prezam muito a moral e a assemelham à religião, valorizam as tradições familiares, a natureza e o semelhante, para que não sejam punidos pelos espíritos com secas, enchentes, pestes, doenças, morte, etc.
A influencia do negro apesar de não ser aceita em muitas regiões foi automaticamente se implantando e sendo incorporada ao dia-dia da nação, contribuiu principalmente nos setores:
-Religião: candomblé usa para adorar seus orixás as expressões corporais, a dança, os tambores, batuques, atabaques, adornos, sacrifícios de animais ao som de cânticos;
-Capoeira durante a escravidão era utilizada como forma defensiva, já que não tinham acesso a armas;
-Culinária: acrescentou aos costumes indígenas e aos produtos naturais da terra o leite de coco, óleo de palmeira, azeite de dendê, a pimenta e até a feijoada feita a partir dos restos do boi ou do porco.
Nas fazendas brasileiras, apesar da maioria executar o trabalho braçal nas lavouras, sendo os únicos trabalhadores a movimentar toda a economia, alguns deles executavam trabalhos domésticos, serviam como reprodutores e até amas de leite. As mulheres raramente se casavam com coronéis, e acabavam influenciando nas decisões políticas dos vilarejos.
Os quilombos na sua maioria eram auto-suficientes, produzindo a agricultura de subsistência, tecidos, utensílios de barro, remédios naturais (as maiorias desses conhecimentos trouxeram da sua terra natal).
Era importante para os colonizadores, divulgar que os africanos não possuíam almas, sendo assim também não possuiriam hábitos, costumes e cultura. Quem não possui cultura, não possui história conseqüentemente não existe, facilitando muito sua escravização. Se este fato cruel não houvesse ocorrido com certeza seríamos uma nação muito mais rica e avançada em todos os sentidos. 
 Mesmo sendo perseguidos, castigados e até mortos, eles conseguiram nos trazer toda a sua imensa diversidade cultural e assim deixar a sua marca na formação da sociedade brasileira.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (7 Kb)   pdf (87.3 Kb)   docx (13.4 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com