TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A Supervisão Escolar

Por:   •  8/6/2019  •  Artigo  •  4.845 Palavras (20 Páginas)  •  25 Visualizações

Página 1 de 20

UNIASSELVI

Centro Universitário Leonardo da Vinci

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

O SUPERVISOR E A SUPERVISÃO ESCOLAR

IVETE SCARSI RIBEIRO

Esteio, 2018

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

O SUPERVISOR E A SUPERVISÃO ESCOLAR

IVETE SCARSI RIBEIRO

Artigo científico apresentado à UNIASSELVI como requisito parcial para obtenção do título de Especialista em Supervisão Educacional.

Esteio, 2018

O SUPERVISOR E A SUPERVISÃO ESCOLAR

Ivete Scarsi Ribeiro

RESUMO

Este trabalho tem como objetivo principal caracterizar o supervisor escolar no contexto educativo, bem como quais são suas funções nos espaços escolares, em particular a escola. Ainda traz alguns aspectos importantes sobre a Supervisão Educacional na sua relação com o trabalho do supervisor, bem como se desenvolveu ao longo da história. Neste trabalho utilizou-se como metodologia de pesquisa o método de revisão bibliográfica, por meio de pesquisa em periódicos, como artigos, dissertações e teses que trouxessem pontos de vista que complementem e forneçam sustentação à proposta de pesquisa em tela. Como achados teóricos para este trabalho analisamos quatro produções: dois artigos e duas dissertações. Com base nos resultados obtidos conclui-se que a Supervisão Educacional compreende um campo teórico-prático diretamente relacionado ao fazer educativo no que tange a mediação e intervenção de situações que causam incômodos na escola, considerando o processo de ensino e aprendizagem, que envolve professor e aluno, e que ora confunde-se como a gestão escolar, no sentido administrativo do termo, o que envolve questões burocráticas dentro da escola e que perpassa diversos aspectos.

PALAVRAS-CHAVE: Escola. Supervisão Educacional. Supervisor Escolar.

1 EM QUE CONSISTE A SUPERVISÃO EDUCACIONAL?

A palavra supervisão nos remete algo que pressupõe controle vigilância. De acordo com aspectos históricos ligados a educação a função de supervisão iniciou-se na era industrial, que era baseada na mão de obra em larga escala, onde buscava-se maximizar os resultados em torno de lucro e produtividade e o profissional responsável me garantir essa “qualidade” é o precursor do supervisor educacional.

Este trabalho propõe-se a levantar alguns aspectos, embora sucintos, acerca da temática supervisão educacional bem como do profissional que desempenha essa função, em especial na escola: o supervisor educacional. Com base em elementos teóricos de ordem histórica e no marco legal, pretende-se apresentar como se estruturou esta categoria dentro do ambiente escola e quais as repercussões que esta nova modelagem do supervisor escolar reflete no trabalho com a comunidade escolar e a dinâmica educacional contemporânea.

Por meio de uma busca no banco de dados da Comissão de Pessoal de Aperfeiçoamento de Nível Superior (CAPES) e no Scielo por meio do descritor “supervisão educacional” obteve-se duas dissertações e um artigo que trata deste assunto considerando o processo educativo e a instituição escolar. A opção por apenas três produções se justifica por ser a temática em tela um assunto muito amplo e bastante discutido no ambiente acadêmico e sob diferentes enfoques. Lembro que a intenção deste artigo é de problematizar, sob diferentes perspectivas como a supervisão educacional deu-se como campo de conhecimento dentro das instituições escolares, bem como o que a legislação nos traz sobre o surgimento e os desdobramentos da área para a instituição escolar. Outro aspecto a considerar neste artigo versa sobre qual é o profissional mais adequado para desempenhar esta função nas instituições escolares e como espera-se que o mesmo desenvolva seu trabalho, considerando a dinamicidade da instituição escola, nos aspectos pedagógico, de gestão e social.

Na perspectiva de Müller (2011) sobre o profissional supervisor escolar, ela nos traz a seguinte concepção:

O supervisor é aquele que zela para que a escola cumpra sua função institucional. O modo de fazê-lo, autoritária ou democraticamente (entre pares), é um diferencial do modo de exercer a função. Transformar ou não a educação/escola é resultado e não propósito a priori. (MüLLER, 2011, p.9)

Considerando as contribuições trazidas para discussão pela autora acima, entende-se o trabalho do supervisor no sentido de colaborar para manter uma ordem coerente com o projeto educacional década instituição escolar, seja de forma impositiva ou com seus pares ou, ainda, de maneira democrática e respeitosa, Um dos objetivos da educação em si não é mudar o sujeito, mas sim transformá-lo, leva-lo a ser uma pessoa melhor, mais crítica e consciente de seu papel na sociedade. Esse resultado não se tem de imediato, é preciso ir construindo, e à medida em que se busca essa construção, o supervisor vai tecendo uma teia de relações humanas, de modo a ter uma visão mais ampla acerca da dinâmica escolar bem como seu processo de gestão.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (34.5 Kb)   pdf (232.1 Kb)   docx (464.2 Kb)  
Continuar por mais 19 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com