TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha do filme: Abril Despedaçado

Por:   •  24/6/2015  •  Trabalho acadêmico  •  438 Palavras (2 Páginas)  •  93 Visualizações

Página 1 de 2

Abril Despedaçado - 2001. Dirigido por Walter Salles

O filme inícia-se no ano de 1910, no mês de fevereiro, quando o filho mais velho da família Breves é assassinado por um membro da família Ferreira; o conflito acontece por causa das terras, que um dia pertenceram a uma família e depois a outra. Em abril, quando o sangue na camiseta do irmão mais velho amarela, Tonho sai de cada para ir retribuir o sucedido, matando com um tiro aquele que matou seu irmão.

O filme se passa no sertão nordestito e retrata o caipira como um bicho do mato, arisco, de poucas palavras, mas que pode, eventualmente, ser domado. O apego religioso é uma característica forte da época e da região.

A região é cercada pela miséria e pela seca, a família retrata no filme vivem apenas com o necessário para sobreviver, eles trabalham com a produção de rapadura. O rústico engenho que usam para moer a cana de açúcar é movido por bois, que caminham em círculo em torno do equipamento fazendo-o girar. Para que não parem e não interrompam o funcionamento da máquina, os animais são castigados com açoites, que os mantém em movimento enquanto a cana é triturada. O trabalho no engenho é usado como metafora para simbolizar a vida daquela familía – que não sai do lugar com aquela sina de vingança.

A região é cercada pela miséria e pela seca, a família retrata no filme vivem apenas com o necessário para sobreviver, eles trabalham com a produção de rapadura. O rústico engenho que usam para moer a cana de açúcar é movido por bois, que caminham em círculo em torno do equipamento fazendo-o girar. Para que não parem e não interrompam o funcionamento da máquina, os animais são castigados com açoites, que os mantém em movimento enquanto a cana é triturada. O trabalho no engenho é usado como metafora para simbolizar a vida daquela familía – que não sai do lugar com aquela sina de vingança.

A região é cercada pela miséria e pela seca, a família retrata no filme vivem apenas com o necessário para sobreviver, eles trabalham com a produção de rapadura. O rústico engenho que usam para moer a cana de açúcar é movido por bois, que caminham em círculo em torno do equipamento fazendo-o girar. Para que não parem e não interrompam o funcionamento da máquina, os animais são castigados com açoites, que os mantém em movimento enquanto a cana é triturada. O trabalho no engenho é usado como metafora para simbolizar a vida daquela familía – que não sai do lugar com aquela sina de vingança.

.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.5 Kb)   pdf (36.7 Kb)   docx (10.6 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com