TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A importância da filosofia para a compreensão da sociedade e do mundo em que se vive e as dificuldades de implementação da disciplina no currículo escolar

Pesquisas Acadêmicas: A importância da filosofia para a compreensão da sociedade e do mundo em que se vive e as dificuldades de implementação da disciplina no currículo escolar. Pesquise 804.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  6/11/2013  •  Pesquisas Acadêmicas  •  3.233 Palavras (13 Páginas)  •  332 Visualizações

Página 1 de 13

SUMÁRIO

A importância da filosofia para a compreensão da sociedade e do mundo em que se vive e as dificuldades de implementação da disciplina no currículo escolar 03

A indústria cultural invade a escola brasileira 04

Novas perspectivas para a educação no século XXI. A Práxiz 07

Em que medida a indústria cultural interfere na realidade da educação contemporânea 09

Conclusão 11

Biografia 12

Agradecimentos 12

A importância da filosofia para a compreensão da sociedade e do mundo em que se vive e as dificuldades de implementação da disciplina no currículo escolar.

Ensinar filosofia é ensinar a pensar criticamente sobre aos problemas, às teorias e os argumentos da filosofia. Temos que ter instrumentos críticos e informação adequada, só assim poderá participar de igual para igual em um debate de ideias filosóficas.

A filosofia é diferente apenas em grau e não em espécie de outros tipos de conhecimento. A falta de qualidade no ensino da filosofia é devido a uma incompreensão da natureza da própria filosofia.

Filosofia é filosofar, discussão e aprendizagem. É uma forma de se conhecer a realidade e ajuda a construir uma personalidade a ser elaborada.

O filosofo busca as bases da educação, discutir quem é o ser humano que queremos formar e que deve ser ensinados.

Poderá parecer que afirmar que a filosofia é uma disciplina em aberto, sem resultados substanciais consensuais, é uma forma de apoucar a disciplina, de denegrir. Conteúdo, como veremos, há razões para pensar que esta percepção resulta de cientismo. Em qualquer caso é importante declarar desde já que o caráter aberto da filosofia em nada diminuir o seu valor cognitivo ou social, a sua seriedade acadêmica ou escolar , ou a sua importância existencial.

Em qualquer caso as instituições, tanto universitário como pré-universitário, estão sobre tudo preparados para ensinar aos estudantes os resultados das diferentes disciplina das humanidades, das ciências da natureza ou da matemática. As instituições de ensino procuram apresentar aos estudantes tais resultados de modo que este possa compreendê-los e passe a dominá-los com proficiência. Ao estudante compete unicamente compreender os resultados fundamentais da sua disciplina, e eventualmente sobre aplicá-los no desempenho de uma profissão associada.

Um dos motivos da ampla influência da psicanálise é que seu autor a desenvolveu em duas vertentes. No estado do psiquismo (o conjunto de processos mentais consciente e inconscientes ) e no método terapêutico. Portanto, ao mesmo tempo em que abre caminho para um profundo conhecimento do ser humano, essa ciência tem noção dos limites e das dificuldades de sua aplicação.

Sabemos que a filosofia, não abrange só um tema, mas sim vários temas.Ela valoriza o saber, questiona o pensar e agir, e o busca de argumentos críticos, para educar, educação seguido de ética.

A filosofia é o agir com coerência, conforme as regras, e de certa forma como educadores. Há uma certa dificuldade, passar o conhecimento, pois antes se tem que analisar o ser humano, as bases a serem passados, por isso tem que se ter o amor á sabedoria, e também o olhar critico a cerca da realidade, seguido de valores buscando raízes de conhecimento, buscando novas resposta e soluções daquilo que já foi solucionado .

A filosofia está ligada á educação é a busca de certezas maiores, é o analisar criticamente a realidade, esse é o objetivo da filosofia passar conhecimento e valores para o ser humano.

O que obviamente esta ligado com a sociedade, é a preparação do ser humano, para a sociedade e mercado de trabalho, e essa é a função do educador, desenvolver futuras gerações, como um intelectual transformador.

Freud buscou inspiração na cultura grega, pois a doutrina platônica com certeza o impressionou em seu curso de filosofia. As partes da alma de plantão correspondem ao superego e o ego da sua teoria das partes ou órgãos da mente.

“O educador está ligado á ética e política e principalmente, o amor a sabedoria e pelo que faz”.

A indústria cultural invade a escola brasileira

A educação no Brasil tem sido alvo de muitos estudos e pesquisas no sentido de não só descobrir seus problemas, mas também contribuir para a solução dos mesmos. Este trabalho procura revelar uma pequena parte da escola na sua imanência e levantar alguns pontos para a reflexão dos educadores e interessados na educação brasileira.

Outra realidade que cerca a estrutura escolar é a política. Quem se aventura a entender a educação não poderá jamais ignorar as questões políticas envolvidas no processo educativo.

Ela se apresenta como um jogo que procura mostrar uma realidade deformada, mais uma vez, pelos interesses dos poderosos, menosprezando o contexto social em que o homem está inserido.

Outro fato que a cada dia se faz mais real no meio escolar e que talvez não seja tão conhecido ainda é a indústria cultural, que a cada dia ganha mais espaço dentro das mais variadas áreas sociais. Chega e invade também a escola, sem que nos apercebamos de seus perigos e influências.

Um dos instrumentos usados pela indústria cultural, de fácil acesso á população, é a televisão. Ela chega á escola, que através de programas governamentais, que através de informações veiculadas por professores, alunos, diretores e funcionários. Com isso, cria necessidades que muitas vezes não se tem por meio dos mais diversos recursos visuais, com efeitos especiais e publicidade, com uma linguagem de sedução e convencimentos, despertando o desejo de consumo. Reforça estereótipos muitas vezes criticados por todos nós quando a preconceitos, raças, classes sociais etc. Desta maneira, contribui para deformar a percepção da realidade, por meio da reprodução de situações que passam a fazer parte do cotidiano.

Outro aspecto da chegada da Indústria cultural na escola a ser considerado são os “pacotes” de programas curriculares destinados aos professores, definindo seus conteúdos, estratégias e recursos a serem usados, deixando pouca ou nenhuma liberdade de trabalho para o profissional, tolhendo

...

Baixar como (para membros premium)  txt (21.1 Kb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com