TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RESENHA DE LINGUÍSTICA

Por:   •  29/1/2019  •  Resenha  •  497 Palavras (2 Páginas)  •  7 Visualizações

Página 1 de 2

Introdução a Linguística

Roberta Elisabeth Ribeiro Hedler[1]

Este texto vai discutir o que é ciência descritiva e linguística a partir da análise de Costa, Cunha e Martelotta (2011) e Lyons (1987) com base no poema ‘Cheio de Rima e Verso’ de Patativa de Assaré. Para tal é necessário identificar esses dois aspectos analisa-los no poema em questão.

Começaremos a partir das ideias de Costa, Cunha e Martelotta (2011) que conceituam sobre linguística como a disciplina que estuda cientificamente a língua, na maioria dos manuais especializados, isso significa que ela não considera nenhuma língua melhor ou pior do que outra, uma vez que todo sistema linguístico é capaz de expressar adequadamente a cultura do povo que a fala (p. 20), ou seja, o conceito de feio e bonito, certo ou errado não entra em questão nessa circunstância, pois a linguística só será considerada ciência descritiva se não houver preconceito aos diferentes usos da língua.

Continuando a análise, agora sobre o ponto de vista de Lyons (1987) que define a linguística em uma ciência por ser empírica, em razão de ‘operar com dados publicamente verificáveis por meio de observações e experiências’ (p. 27) e também sintetiza que para a ocorrência disso, é preciso que ‘conceitos como ‘puro’ e ‘primitivo’ a respeito de um dialeto de determinada língua sejam definidos ou abandonados’ (p. 28).

As ideias desses autores podem ser observadas no poema, quando Patativa de Assaré utiliza termos que de acordo com a breve abordagem feita acima não estariam incorretos como, por exemplo, “fulô” no lugar de “flor”, “iscura” no lugar de “escura” e “istrela” no lugar de “estrela”. Em conformidade com o que dizem esses teóricos, hoje em diversas regiões do Brasil o que se observa é pessoas expressarem-se dessa maneira, sem ao menos levarem em conta a gramática correta das palavras, porém segundo o motivo explanado acima, não estariam usando-as erroneamente até porque é isso que a ciência descritiva faz, ‘ela tenta descobrir e registrar as regras segundo as quais se comportam os membros de uma comunidade linguística, sem tentar impor-lhes outras regras ou normas de correção exógena’ (LYONS, 1987, p. 34).

É possível concluir então que para esses teóricos o objetivo principal da linguística é analisar com maior afinco a língua falada, sem desmerecer a escrita, ainda que esta primeira seja mais especial por manifestar a linguagem de modo mais natural. A língua como ciência descritiva, vai então fazer uma descrição de fatos por meio das manifestações linguísticas de cada comunidade inserida na sociedade sem que os preconceitos atrapalhem essa análise.

Referências Bibliográficas

COSTA, Marcos Antonio; CUNHA, Angélica Furtado da; MARTELOTTA, Mário Eduardo. Linguística. In: MARTELOTTA, Mário Eduardo (org). Manual de Linguística. 2ª edição, São Paulo: Contexto, 2011.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.3 Kb)   pdf (81.8 Kb)   docx (9 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com