TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Por:   •  10/4/2016  •  Resenha  •  547 Palavras (3 Páginas)  •  526 Visualizações

Página 1 de 3

                    Alfabetização e letramento na Educação Infantil

A função social da escrita é a comunicação, ou seja, escreve-se para que alguém leia.

A criança utiliza conhecimento sobre escrita e leitura em seu cotidiano, ainda antes de aprender a ler e escrever, trazendo conhecimento sobre o mundo da leitura e da escrita, ao ingressar na escola.  Esse processo é conhecido como letramento, que é desenvolvido através de práticas sociais envolvendo a leitura e a escrita. Já a alfabetização é o processo de aprender a ler e escrever que geralmente é delegada à escola.

 A finalidade principal do educador é a aprendizagem de seus alunos e o mesmo deve proporcionar uma sala de aula que lhes permitam ter acesso a diversos tipos de cultura escrita, com os quais possam interagir.

De acordo com Ana Teberosky, um ambiente alfabetizador “é aquele em que há uma cultura letrada, com livros, textos – digitais ou em papel – um mundo de escritos que circulam socialmente”.

O ambiente alfabetizador, portanto, deve ser organizado de forma que se constitua em uma ferramenta de aprendizagem, e que inclua diversos gêneros textuais, os quais devem estar acessíveis aos alunos e permitir uma interação com os mesmos. Tal ambiente não valoriza apenas a aparência, o material escrito deve estar relacionado com as atividades desenvolvidas, de acordo com as necessidades dos alunos, o que possibilita às crianças construírem seu próprio conhecimento, e, neste processo dinâmico de aprendizagem, o professor é o mediador. 

Nas Instituições de Ensino nas quais realizei estágio, observei que há um ambiente propício à alfabetização; na escola de educação infantil um pouco mais do que nas creches. Nas salas há cartazes, calendários, fichas com nomes das crianças, alfabetos, relógios, ilustrações.

São trabalhados diversos gêneros textuais como: música, contos de fadas, poesias, receita, onde as crianças colocam a mãozinha na massa, bilhete, entre outros. O professor deve mediar para que aconteça o desenvolvimento cognitivo esperado com o decorrer das atividades propostas. Os gêneros textuais viabilizam a comunicação, a interação, a socialização, o desenvolvimento psicomotor.

A escrita espontânea é estimulada em ambas instituições, em maior escala na escola de educação infantil.

Na escola é feito um acompanhamento do nível de escrita em que a criança se encontra. Esse acompanhamento é feito pela supervisora e a professora tem seu relatório pessoal.

Observei que o professor é mediador nesse processo de alfabetização, trabalhando com os aspectos fônicos da escrita, estimulando-os e abrindo caminhos para a aprendizagem.

Seguem, em anexo, os trabalhos de alfabetização demonstrando os níveis de escrita.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.9 Kb)   pdf (64.2 Kb)   docx (9.3 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com