TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Os professores e a concepção construtivista

Por:   •  10/1/2019  •  Monografia  •  470 Palavras (2 Páginas)  •  37 Visualizações

Página 1 de 2

Nome: Jade Rosa Nunes de Morais – RA: 01610610

Nome: Mariane Lucy A. Amaral – RA: ...

Resenha: Os professores e a concepção construtivista.

Logo no primeiro parágrafo do texto “Os professores e a concepção construtivista”, é discutido a dificuldade que o ato de ensinar representa para o professor e, como o termo “ensinar” pode ser complexo, sendo que a palavra em si não representa apenas o ensino formal da sala de aula, mas também as relações humanas no contexto da escola. A grande questão é de muitos professores nas práticas em sala, com trabalhos fora de contexto e limitadas, e como essas práticas irão refletir no aprendizado, especialmente tratando-se de alunos da rede publica. E para falar em limites do educador, uma boa porcentagem ainda enxerga as metodologias de ensino como um livro de receitas, na qual instruções são ditadas e deverão ser seguidas fielmente para poder funcionar.

De fato, existe uma visão errônea nos métodos de muitos professores. Alguns, quando discutem o construtivismo, dizem ser necessário à volta dos métodos de ensino tradicionalista, sistematizando os conteúdos, tornando-os mecanizados, para eles, em relação ao construtivismo, os alunos apenas brincam. Falando assim, parece que o ensino para esses professores, algum dia já deixou de ser tradicional.

Após discutir sobre o conceito real do construtivismo, sendo para uns é teoria, para outros uma concepção ou até referência de ensino, a real conclusão é que o mais importante nisso tudo é o uso que o professor irá fazer dele, que seja capaz de auxiliar no exercício das atividades, não a tornando somente uma simples teoria, pois esta deve contar com os elementos presentes e imprevistos, bem como contar também com um conjunto de determinações que não dependem somente do docente.

Isso é um fator de discussão muito forte, porque o que presenciamos é a introdução de teorias e práticas, comumente copiadas de sistemas de educação estrangeiros pelo nosso sistema de educação, para serem interiorizados e executados pelos professores. A maior parte dos educadores não idealiza esta construção como situações que propõem desafios, em que a criança é levada a aprender de algo, a partir de suas próprias descobertas e situações que vivenciou, mas também a situação se agrava quando o professor entende que o ensino deve priorizar o lúdico a todo o momento, não levando em conta que o ensino teórico também existe, é importante e deve também ser visto nesse processo.

Mas para que tudo isso aconteça é necessário conceber uma formação adequada desses docentes, trazendo uma compreensão melhor da teoria construtivista, e procurar a melhor adequação ao nosso quadro de educação. O professor precisará ver que o “construir” não significa para a criança copiar a realidade, mas sim interpretar e elaborar um objeto já existente, para isso esse professor ter conhecimento do contexto social e cultural de seus alunos, assim como suas próprias ideias de construção.

        

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3 Kb)   pdf (37.6 Kb)   docx (11 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com