TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RESENHA EPISTEMOLOGIA E DIDÁTICA

Por:   •  11/3/2019  •  Resenha  •  733 Palavras (3 Páginas)  •  9 Visualizações

Página 1 de 3

ANNE SULLIVAN UNIVERSITY

MESTRADO INTERNACINAL EM EDUCAÇÃO

ALUNA: NEILANY ARAÚJO DE SOUSA

DISCIPLINA: EPISTEMOLOGIA E DIDÁTICA

PROFESSOR(A): ROBERTO SOUSA

RESENHA

[pic 1]

Os principais objetivos elencados no trabalho referem-se à contribuição obtida através da concepção da inteligência e suas especificidades, importantes para  interferir positivamente no processo educativo, bem como do da análise crítica sobre a organização do trabalho escolar, em busca de articulações entre essas novas concepções e a prática docente. Dessa forma, as principais vertentes apresentadas pelo autor nos leva a refletir e questionar sobre as diferentes visões referentes ao conteúdo tradado, que são as concepções de natureza epistemológica e ações dos docentes.

Inicialmente o autor refere-se às abordagens relativas à opções de escolha existentes até chegar à Epistemologia e didática, onde após inúmeros questionamentos, evidencia-se aspectos significantes como a concepção da inteligência como um conjunto de competências e do conhecimento como um sistema de significados, destacando a importância dos recursos pedagógicos e do conhecimento estruturado como rede.

Diante disso, MACHADO pressupõe que deve haver ligações entre as percepções e as ações dos docentes, definindo adjacências que reportam as mais diversas formas de agregar conhecimento, podendo causar uma sensação de estranhamento, como se conservasse inacabado.

Essa nova estruturação do conhecimento em forma de rede, proporcionando uma nova vivência nos remete a uma constante abertura das significações, a um novo modo de se relacionar, a uma existência de vários núcleos de interesse.

Além de todas essas abordagens propostas por MACHADO, em um segundo momento do livro apresenta nove artigos trabalhados no livro, que de acordo com suas análises poderão ser lidos individualmente ou apoiarem-se reciprocamente. O autor identificou, através de suas investigações, as possibilidades de prosseguimento, como:

  • A noção de conhecimento como rede conduz a um redimensionamento no papel das disciplinas;
  • O aprofundamento no estudo da alegoria como objeto matemático;
  • A articulação entre as ideias  de rede e de árvore entre a não-linearidade, o ascentrismo, e;
  • As necessidades práticas de hierarquias e procedimentos algoritmos.

A retratação desse momento pelo autor promove a execução das teorias abordadas anteriormente, estabelecendo, por meio dos artigos apresentados o real sentido do trabalho desenvolvido pelo autor. Artigos esses que evidenciam a ideia central, esclarecendo os diferentes obstáculos com um novo paradigma, nova visão, situando as possíveis interfaces.

A perspectiva do autor profere demandas epistemológicas mais abrangentes, procurando estabelecer métodos que possibilitem uma nova representação do conhecimento e da inteligência, as características específicas inerentes à postura dos docentes, particularmente as relacionadas à organização do trabalho escolar, com foco especial para os procedimentos de análise e avaliação educacional e a utilização das tecnologias e seus impactos no processo educacional.

Diante do exposto, denota-se os crescentes questionamentos acerca da construção conhecimento, onde MACHADO destaca seu conceito como significados agrupados em forma de rede representando uma teia de relações cuja construção não tem início na escola, mas  sim agregada a uma proto-rede inata.

Outro fator significativo na prática docente é o processo de comparação, ou metáfora, como ferramenta essencial no processo de construção das redes de significado, aperfeiçoando as significações, proporcionando reestruturação da organização do trabalho escolar.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.4 Kb)   pdf (123.9 Kb)   docx (40.2 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com