TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resumo Processos Pedagógicos de História

Por:   •  29/6/2020  •  Resenha  •  642 Palavras (3 Páginas)  •  4 Visualizações

Página 1 de 3

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE-UNESC

Curso: Pedagogia

Disciplina- Processos Pedagógicos de História

Professora: Lucy Cristina Ostetto

Acadêmico: Fernanda F. Do Nascimento

Filme Ser e Ter

O filme se passa em uma cidade no interior da França e conta a rotina de um professor, George Lopez, que da aula para crianças desde o infantil até o final da escola primaria, a escola só tem uma sala de aula e ele é o único professor.

As crianças aprendem de forma colaborativa, logo no inicio do filme o professor mostra o trabalho das crianças e pergunta se elas gostaram, ele analisa um por um, eles aprendem a analisar o seu trabalho e o trabalho do colega, sempre com muito respeito.

George é um ótimo professor, ele incentiva, ajuda e elogia seus alunos, um a um, ele é muito atento e preocupado com a aprendizagem de cada aluno, como a sala é multisseriada, ele leciona para uma turma de alunos maiores e menores, e prepara conteúdos para cada turma. O estudante é o centro, o professor é rígido, mas tem um olhar atento e afetuoso.

Na nossa realidade em sala de aula as crianças como no filme, tem vários níveis de conhecimento, e por isso é tão importante a visão do professor para cada aluno. E como aprendemos na faculdade, o professor não consegue observar detalhadamente todas as crianças por dia, mas ele pode escolar três alunos por dia para observá-las melhor.

O filme nos mostra as crianças em casa junto com seus familiares, em uma das cenas ele conversa com uma aluna e chamou a mãe da criança e pede que ela ajude a filha com matemática, à mãe disse que a filha se sente melhor aprendendo com outras pessoas, e ele fala: “Bem, talvez seja difícil dizer isso... mas ela esta sendo injusta com você. Não se sinta mal como mãe, porque, o que conta, é o desenvolvimento dela.” Vê-la se desenvolver e ser feliz.

Ele tem um olhar atento a cada criança e se preocupa com os seus alunos alem dos muros da escola.

Como ele já leciona a 35 e esta prestes a se aposentar, esse é o seu ultimo ano de trabalho, os alunos mais velhos ficam tristes quando sabem que o professor não lecionara mais.

Ele sempre quis ser professor, porque para ele é gratificante e as crianças recompensam tudo. Ser professor envolve tempo e envolvimento pessoal e o mais maravilhoso é que as crianças retribuem tudo, elas fazem tudo compensar.

O filme é maravilhoso e nos mostra que o professor George não ensina apenas atividades curriculares, ele ensina para a vida, para o trabalho, para ele ser sujeito da sua vida, e isso extrapola os limites da sala de aula, ele quer o preparar para o mundo, para terem autonomia.

O filme nos inspira a buscarmos ser melhor a cada dia e não perder esse olhar atento a cada criança. Enquanto estamos na faculdade estamos cheios de idéias e queremos fazer a diferença, mas muitas vezes quando chegamos à sala de aula, somo apenas mais um. Temos um poder enorme nas mãos que é o de mudar a vida de muitas crianças para melhor, de ensinar valores que serão usadas na vida, é plantar uma sementinha.

Não podemos mecanizar a sala de aula, não nos preocupando com a realidade social de cada aluno. Claro que nem sempre é fácil, mas o professor que quer fazer diferente tem que levar em conta a questão social de cada aluno.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.7 Kb)   pdf (54.3 Kb)   docx (8.2 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com