TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

TRABALHO DE PSICOLOGIA EM PEDAGOGIA

Por:   •  4/2/2017  •  Artigo  •  2.426 Palavras (10 Páginas)  •  250 Visualizações

Página 1 de 10

[pic 1]

ELAINE GOMES DE OLIVEIRA

LEIDILENE SANTANA DE ALMEIDA

PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO I E II

DIANIÊRE LEITE GONDIN

ITAPACI-GO

2014

[pic 2]

Elaine Gomes de Oliveira

Leidilene Santana de  Almeida

Pedagogia C

Dianiêre Leite Gondin

Psicologia da Educação I e II

A importância da Psicologia no Processo Ensino – Aprendizagem

A Psicologia e educação

SUMÁRIO

  1. INTRODUÇÃO.....................................................................................................4
  2. A IMPORTÂNCIA DA PSICOLOGIA NO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM.................................................................................................5
  1. Qual a importância da Psicologia para a Pedagogia?....................................5
  2. Teorias, Piaget, Vygotsky, Ausubel................................................................6
  1. Teoria Cognitiva...................................................................................6
  2. Teoria da Sócio-Interacionisto.............................................................7
  3. Teoria da Aprendizagem Significativa.................................................8
  1. A PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO....................................................................... 10
  2. CONCLUSÃO................................................................................................... 11
  3. REFERÊNCIAS................................................................................................. 12
  1. INTRODUÇÃO

A cada tempo que se passa, o homem veio procurando adaptar seu conhecimento com novos aprendizados, e através da área educacional que a Psicologia buscou encarar e solucionar problemas em relação ao ensino entre alunos e professores. Por isso o aprendizado sem duvida é um dos importantes temas discuto da psicologia.

Nesse trabalho abordaremos sobre a Psicologia da Educação, destacando sobre a sua importância para a Pedagogia, citando alguns de suas principais teorias e realçando a educação no processo Ensino e aprendizagem.


  1. A IMPORTÂNCIA DA PSICOLOGIA NO PROCESSO ENSINO – APRENDIZAGEM
  1. Qual a importância da Psicologia para a Pedagogia?

Entende-se que o inicio da aprendizagem começoupela infância, onde a criança teve seu primeiro contato com a sociedade. A partir desse contato a criança cria seu próprio estilo de aprendizagem que só vai modificar com o convivo de outras pessoas. Segundo Almeida (1999, pg 49):                                

                
“Cada estágio da afetividade, ou seja, as emoções, o sentimento e a paixão, pressupõem o desenvolvimento de certas capacidades, em que se revelam um estado de maturação. Portanto, quanto mais habilidade se adquire no campo da racionalidade, maior é o desenvolvimento da afetividade.”
 

        O convívio do aprendizado que começa em casa através de ensinamento e educação pela família, passa a ser inserido por novos conceitos pela escola e sociedade. No processo de ensino pela escola, o aluno muitas vez sai insatisfeito por causa da falta de compressão e recepção dos professores que poder colocar risco a vida escolar e causar sérios problemas de relacionamentos com outras pessoas.

        É papel de a instituição inserir umpsicopedagogo institucional, que é aquele que trabalha no ambiente escolar, ajudando crianças e adolescentes a combater problemas no aprendizado escolar.  E são esses profissionais que devem orientar os educadores e pais sobre a necessidade de um ensino aprendizagem.

Tendo o estudo da psicologia como comportamento mental e a Pedagogia que é a educação, instrução e ensino do homem, veem que ambos fornecem fundamentos para alguns aspectos da aprendizagem do aluno. Por exemplo: “Um aluno com necessidades especiais,precisa de uma educação “especial” e um acompanhamento psicológico adequado, isto é, o professor deve estar munido de ferramentas da psicologia para lhe dar com os alunos com necessidades educativas especiais”.

O estudo da psicologia não só se mantem em aspectos do processo de ensino-aprendizagem, mas também na implicação das fases do desenvolvimento dos alunos conforme as idades e os mecanismos psíquicos presentes na assimilação da matéria e no desenvolvimento das habilidades. Com isso a relação da Psicologia com a Pedagogia não só é dependente, mas sim de interdependência, pois a pedagogia oferece mecanismos para o desenvolvimento das capacidades psíquicas pouco desenvolvidas nos alunos.

  1. Teorias, Piaget, Vygotsky, Ausubel.

  1. Teoria Cognitiva de Piaget

Jean Piaget (1896-1980) criador da Teoria Cognitiva é considerado um dos mais importantes teóricos. Para ele “o conhecimento é a equilibração/reequilibração entre assimilação e acomodação, ou seja, entre os indivíduos e os objetos do mundo.” Como, por exemplo, uma criança aprende a língua e compreende tudo o que ouve transformando em conhecimento próprio.

Para Piaget, “o desenvolvimento mental dá-se espontaneamente a partir de suas potencialidades e da sua interação com o meio.” Podendo ocorrer por meio de graduações sucessivas através de quatro períodos de estágios:

  • Sensorial-motor (0 - 2 anos): Nesta fase, a inteligência abrange por meio de percepções (simbólico) e de ações (motor). As modificações e o desenvolvimento do comportamento ocorrem como resultado da interação desses padrões inatos (semelhantes a reflexos) com o meio ambiente. O bebê então começa a construir esquemas para assimilar o ambiente.

  • Pré-operações (2 – 7 anos): Nesta fase, é dividido em dois períodos: o da Inteligência Simbólica (dos 2 aos 4 anos) onde a criança começa a criar imagens mentais na ausência do objeto ou da ação. Período Intuitivo (dos 4 aos 7 anos) onde a criança começa a distinguir a fantasia do real, e o pensamento continua centrado no próprio ponto de vista.

  • Operações concretas (7 – 11 anos): O individuo consolida desenvolvem também noções de tempo, espaço, velocidade, ordem, casualidade. Organiza então o mundo de maneira lógica e operatória. É capaz de estabelecer compromissos, compreender as regras podendo ser fiel a elas.
  • Operações formais (11 – 15 anos): No período formal as estruturas cognitivas da criança alcançam seu nível mais elevado de desenvolvimento, e tornam-se aptas a aplicar o raciocínio lógico a todas as classes de problemas. Nessa fase o indivíduo está se liberando do concreto em proveito de interesses orientados para o futuro.
  1. Teoria da Sócio-Interacionisto

Lev Semenovitch Vygotsky (1896-1934) foi o primeiro psicólogoa sugerir os mecanismos pelos quais a cultura torna-se parte da natureza de cada pessoa, sua teoria abordava a síntese do homem como um ser biológico, histórico. Para Vygotsky, “a criança nasce inserida num meio social, que é a família, e é nela que estabelece as primeiras relações com a linguagem na interação com os outros.”

...

Baixar como (para membros premium)  txt (18.3 Kb)   pdf (204.3 Kb)   docx (949.3 Kb)  
Continuar por mais 9 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com