TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Alterações Psicopatológicas dos Personagens do filme: O lado bom da vida

Por:   •  5/6/2016  •  Pesquisas Acadêmicas  •  648 Palavras (3 Páginas)  •  2.611 Visualizações

Página 1 de 3

ALTERAÇÕES PSICOPATOLÓGICAS DO PERSONAGEM PAT

Pat Solitano Jr. é um dos personagens principais do filme O lado bom da vida, no qual a trama se desenvolve a partir de sua saída de um hospital psiquiátrico, contra indicação médica, por onde permaneceu internado por oito meses, diagnosticado com transtorno de humor bipolar.

Pat sai da internação psiquiátrica com seu casamento desfeito, porém, não sendo de seu desejo, ele enfrenta a situação como uma nova chance de ser uma pessoa melhor e menos negativa para com sua mulher, recuperando o que tinha perdido, em busca do lado bom da vida.

No início do filme nota-se uma intensa ansiedade de Pat, de ser melhor do que ele era, de ser quem sua esposa adoraria que ele fosse dês do início de seu casamento, tanto fisicamente, quanto afetivamente. Na fala: “Preciso entrar em forma e me preparar para Nikki”, ilustra bem essa ânsia, essa inquietação de ser aceito de volta.

No decorrer, pude perceber em Pat certos sintomas de labilidade afetiva, onde suas transições e oscilações de humor eram recorrentes com simples e minuciosos acontecimentos de seu dia a dia, como na cena que ele termina de ler o livro e logo se irrita com o conteúdo e age atirando-o pela janela gritando e acordando seus pais, sem conseguir controlar o que estava sentindo.

Diagnosticado com transtorno de humor bipolar, observa-se o episódio maníaco, onde apresentou altos níveis de energia, com certa agitação psicomotora na maior parte do tempo. Além de alteração na fala, logorréia, onde há uma exaltação no fluxo das palavras, não conseguindo conter, muitas vezes, o que falava.

Também reparei muitas vezes que tudo era possível para Pat, que ele acreditava ser capaz de realizar, com otimismo excessivo, qualquer coisa, o que o deixava grandioso, seria, portanto, pensamento dereístico.  

E ademais, uma intensa irritabilidade patológica, onde apresentava muita impaciência e intolerância quando, por exemplo, não achou o vídeo de seu casamento, manifestando grande agressividade com quem estava ao seu redor.

ALTERAÇÕES PSICOPATOLÓGICAS DA PERSONAGEM TIFFANY

Tifanny no filme, não é diagnosticada com nenhuma patologia, porém, muitas das alterações emocionais e psicomotoras de Pat, ela também possui.

Como a ambivalência e labilidade afetiva, onde muitas vezes seus sentimentos eram opostos em relação a Pat, como na cena onde ela começa a chorar subitamente e o abraça fortemente, e logo depois o solta e dá um tapa em seu rosto demonstrando raiva. Tiffany também traz sintomas de distimia, com certa inibição ou exaltação de humor, no qual apresentava grande irritação, amargura e agressividade.

Apesar da agitação psicomotora que nota-se ao decorrer do filme, observei certo embotamente afetivo e apatia em Tiffany, era observável em sua postura e na mímica facial de seu rosto, que ela tinha dificuldade de apresentar e demonstrar emoções e sentimentos durante toda a trama.

E por fim, histriônica, onde a todo o momento ela sentia necessidade de chamar atenção de Pat, com um jeito muito dramatizado, ela queria se fazer presente na vida dele, como toda vez que ele saia pra correr ela ia atrás, junto, mesmo sem ele querer. Ademais, ninfomaníaca, onde houve aumento do desejo sexual, depois da morte de seu marido, tendo relações com todos os homens de seu trabalho.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4.3 Kb)   pdf (86.8 Kb)   docx (10.1 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com