TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

PENSAMENTO LINGUAGEM E INTELIGÊNCIA

Por:   •  14/6/2015  •  Trabalho acadêmico  •  1.356 Palavras (6 Páginas)  •  252 Visualizações

Página 1 de 6

PENSAMENTO LINGUAGEM E INTELIGÊNCIA
Como se deu o desenvolvimento da linguagem de Nell e em que estágio a linguagem dela se encontra.
Bem como foi relatado à cima é notado

desde o início do filme que Nell não se comunica como nós, a princípio a fala dela é considerada pela Dra. Paula uma linguagem própria, um dialeto, desenvolvido no decorrer do seu crescimento sem convívio com outras pessoas além de sua mãe.
Porém no decorrer do filme é observado pelo Dr. Lovell que não é uma linguagem própria, mas sim palavras incompletas, como quando ela o chama de Anjo da Guarda, acreditamos que esse é um dos exemplos bem claro que o Dr. identifica que as palavras com a qual ela se comunica são parecidas com as que conhecemos estão apenas incompletas . Tal fato se deu ao comprometimento da fala da própria mãe, que teve derrame, e assim não conseguia pronunciar as palavras corretamente. Diante disso Nell, como toda criança, desenvolveu sua fala e comunicação através da aprendizagem que lhe era oferecida, associando as palavras que a mãe dizia com o que via a sua volta, então teve a dicção comprometida devido a limitação de sua única fonte de comunicação e aprendizagem
Durante o tempo que conviveu com o Dr. Lovell e a Dra. Paula, Nell passa a “imitá-los”, começa a melhorar a fala, pois associa o que já sabe e vai aprimorando aos poucos sua comunicação, a convivência com outros indivíduos passa a ser constante, e a adaptação é inevitável.
No final do filme, após 05 anos, quando ela esta Rute a filha do Dr. Lovell e da Psicóloga Paula na beira do rio onde ficava com sua irmã ela já está dizendo claramente as palavras, ela ainda sabe se expressar como antes, pois foi algo já adquirido e gravado em sua memória, porém a convivência freqüente com outros indivíduos colaborou para sua aprendizagem e desenvolvimento como ser humano.

COMO A EQUIPE

COMPREENDE A LINGUAGEM DE NELL
ELA PODE SER CONSIDERADA UMA “MULHER SELVAGEM” POR NÃO SE COMUNICAR DA FORMA QUE OS HUMANOS SE COMUNICAM?

Sim. Pois sua forma de se comunicar não é compreendida pelos outros e vice-versa.
Ela não conviveu com outras pessoas, não foi criada em comunidade, não aprendeu os costumes de uma sociedade, de um grupo de pessoas.
Sua aprendizagem se limitou à sua área de convívio. Era mais uma vida de sobrevivência propriamente dita.
Ela se alimentava com o necessário e o que estava ao alcance dela, e quando viu outras pessoas pela primeira vez estranhou, e se comportou como um animal diante de uma ameaça se escondeu se defendeu como podia diante da aproximação (inicialmente pelo Dr. Lovell).
A mãe a criou fazendo-a acreditar que o homem não era confiável (mal-feitor), com isso a distanciou da possibilidade de convivência e aprendizagem com outros de sua própria espécie.
Tudo era novo para ela, a diversidade de alimentos num mercado, o som de uma música, carros nas ruas, barulho de pessoas conversando, a luz brilhante de um painel.
Diante desses fatores, ela acaba sendo vista pela sociedade como “selvagem” por não agir e se comunicar como os seres humanos normalmente fazem.

INTELIGÊNCIA
Inteligência tem sido definida popularmente e ao longo da história de muitas formas diferentes, tal como em termos da capacidade de alguém/algo para lógica, abstração, memorização, compreensão, autoconhecimento, comunicação, aprendizado, controle emocional, planejamento e resolução de problemas.

Dentro da psicologia, vários enfoques distintos já foram adotados para definir inteligência humana. A psicometria é metodologia mais usada e mais conhecida do

público geral, além de ser a mais pesquisada e amplamente usado. Conforme a definição que se tome, a inteligência pode ser considerada um dos aspectos da linguagem ou um traço de personalidade.



INTELIGÊNCIA CRIATIVA

Podemos identificar que a inteligência de Nell pode ser compreendida a partir da teoria de Sternberg com a inteligência criativa.
Nell apesar de ter sido criada de modo não convencional sendo afastada da civilização, cultura, costumes, tecnologias, saneamento básico, entre outros, demonstra no decorrer do filme que consegue se adaptar as novas situações fazendo com que gere novos comportamentos.

Abaixo identificamos exemplos dos 05 componentes que Sternberg e seus colegas dizem compor a criatividade.

Expertise; diante das experiências que teve quando sua mãe ainda era viva ela conseguiu cuidar de si mesma após a morte da mãe.

Competências de Pensamentos Imaginativos: Ao passar do tempo quando passa ter contato com o Dr. Lovell e a Dr.ª Paula ela foi desenvolvendo a habilidade de ver o mundo de uma nova maneira e foi tentando se identificar e aprender com ele.

Uma personalidade ousada: mesmo com medo ela se permitia dar um passo a mais, como foi quando Dr. lhe ofereceu a pipoca fora da casa na luz do dia, mesmo com medo ela foi de encontro ao médico e quando percebeu que não corria risco algum ela explorou o local recordando do que viveu ali com sua irmã.

Motivação intrínseca: acreditamos que ela tenha sido movida pelo desafio de buscar e conviver com o novo.

Um ambiente criativo: os doutores que a acompanharam nessa etapa de evolução e desenvolvimento tiveram grandes e importantes participações para que Nell pudesse se integrar num

...

Baixar como (para membros premium)  txt (8.3 Kb)   pdf (54.4 Kb)   docx (13.4 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com