TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha Tarje Branca Psicomotricidade

Por:   •  20/3/2020  •  Resenha  •  375 Palavras (2 Páginas)  •  6 Visualizações

Página 1 de 2

CENTRO UNIVERSITÁRIO FACEX – UNIFACEX[pic 1]

CURSO DE FORMAÇÃO EM PSICOLOGIA

PSICOMOTRICIDADE

RESENHA DO FILME TARJA BRANCA

Discente: Rosivaldo Alves Gonçalves

Docente: Ms Waleska Patrícia de Lima Santos

Natal

2020

Tarja Branca

O filme retrata de uma narrativa de adultos que descrevem memorias da infância e do brincar. As falas trazidas mostram o quanto foi preciosa a infância dos entrevistados, pois contam detalhadamente das variadas formas utilizadas para se envolverem com o lúdico.

Brincar é uma coisa do homem, dizem os entrevistados, além de ser uma manifestação da liberdade, linguagem do espontâneo o brincar é também a manifestação da alegria, pois ninguém brinca estando triste. Ao relatar sobre o assunto Alberto Ikeda, diz que é a partir do brincar e de relações mais amistosas que o ser humano faz os primeiros contatos sociais.

Um fator muito importante é de resgatar esse lúdico para a vida adulta e consolidar esse comportamento, visto que, na visão de Antonio Nóbrega, o brincar é uma forma de organizar o mundo, uma necessidade biológica e primária que o ser humano necessita para viver.

Ao retratar sobre um episódio, a pedagoga Maria Amélia, fala sobre algumas crianças que brincavam com suas pipas, no que uma delas dizia, que se alguém utilizasse a linha inteira da pipa, ela seria batizada e não poderia ser cortada, e foi baseado nisso, que a entrevistada diz que brincar é utilizar o fio inteiro de cada ser é se doar por completo.

Pedro Salustiano diz que a brincadeira é um alimento, Vera Cristina relata que o lugar do brincar é onde há possibilidades de descoberta, pois é possível perceber a poesia presente na brincadeira, onde as pessoas se reconhecem mais bonitas, além de trazer experiência corporal que possibilita as pessoas se sentirem mais livres.

O brincar não se resume apenas com elementos palpáveis, pois além de cantada, a brincadeira pode também ser dançada e com isso gera o coletivo e o coletivo entra no indivíduo pela possibilidade do brincar que já está inserido na cultura de cada povo. É importante frisar que, ao falar sobre cultura, muitos povos construíram suas culturas, baseadas no lúdico, e isso envolve dança, competições, rituais etc. Com isso, possibilitaram preservar a memória cultural do seu povo.

Em suma, Maria Amélia diz que, quanto mais contato nós tivermos com a nossa cultura, seremos pessoas melhores.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.5 Kb)   pdf (48.3 Kb)   docx (13 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com