TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Seminário apresentado à disciplina Psicologia Social II no Curso de Psicologia

Por:   •  8/2/2017  •  Trabalho acadêmico  •  3.367 Palavras (14 Páginas)  •  268 Visualizações

Página 1 de 14

[pic 1]

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA

CENTRO DE EDUCAÇÃO

CURSO DE PSICOLOGIA

ANA CLARA, ELLIE CRISTINA, EMÍLIA MENDONÇA, KÉZIA LIMA, REGINA MARTINS, ROSEMARY FERREIRA, SARON GARRIDO E WELLEN CRYSTINE

PROCESSOS GRUPAIS

Boa Vista, RR

2016

ANA CLARA, ELLIE CRISTINA, EMÍLIA MENDONÇA, KÉZIA LIMA, REGINA MARTINS, ROSEMARY FERREIRA, SARON GARRIDO E WELLEN CRYSTINE

PROCESSOS GRUPAIS

Seminário apresentado à disciplina Psicologia Social II no Curso de Psicologia do Centro de Educação da Universidade Federal de Roraima como pré-requisito para obtenção de nota.

Prof. Dr. Leandro Roberto Neves

Boa Vista, RR

2016

Este trabalho tem como tema central o processo grupal um dos temas mais importante na Psicologia Social. A equipe de alunas escolheu apresentar o assunto em forma de grupo de estudo, onde uma aluna coordenava a apresentação por meio de perguntas que eram respondidas pelas demais integrantes da equipe. Iniciando-se com o conceito de Processos Grupais, seguindo com os aspectos históricos, teóricos e técnicos/técnicas.

        PROCESSOS GRUPAIS (Coordenador Regina): Até aqui a Psicologia estuda e descreve o indivíduo; Mesmo quando apresentamos e defendemos uma abordagem que trata desse indivíduo como um ser sócio histórico, é sempre do indivíduo que estamos falando; Mas como sabemos somos um SER SOCIAL E SOCIÁVEL, um SER DE RELAÇÕES (Pensamentos, família, escola, grupo de amigos, trabalho...) e esse comportamento das pessoas na sua vida em grupos? O que vem a ser Grupo? Segundo o dicionário Aurélio GRUPO é um conjunto de pessoas ou de objetos reunidos num mesmo lugar, um conjunto de pessoas que apresentam o mesmo comportamento e a mesma atitude, e com um objetivo comum que condiciona a coesão de seus membros.

        Bem o processo grupal é um tema muito importante na Psicologia Social e esse grupo de estudiosos irá em um breve apanhado tentar apresentar os principais conceitos relacionados ao tema, seus aspectos históricos, teóricos e principais técnicas. Vários autores trabalharam com as perspectivas de grupo por exemplos: Elton Mayo, Kurt Lewin, Bion, Loureau, Lapassade, Calderón e Govia, Pichon- Riviere, Silvia Lane, Martin Baró e Freud.

        

ASPECTOS HISTÓRICOS (Coordenador Regina): Os primeiros estudos sobre grupo foram realizados no final do século XIX por Gustav Le Bom autor de Psicologia das Massas. Para ele o indivíduo que se agrupa a uma multidão fica maleável, sendo extremamente influenciado por uma alma coletiva, perdendo suas próprias características e apresentando qualidades medíocres regidas pelo inconsciente. Chegou a assimilar todo fenômeno de grupo a um fenômeno hipnótico, considerando que as massas estão envolvidas, dominadas e manipuladas pelas elites. (Para ilustrar o seu raciocínio veremos uma experiência clássica feita por Solomon e Arch - VIDEO)

        (Coordenador Regina) Como diz Kurt Lewin – “uma ação em grupo, compromete mais para ação, do que um indivíduo sozinho” Por exemplo as instituições corporativas e órgãos políticos ao estudar os processos grupais tem como INTENÇÕES O CONHECIMENTO E MANEJO. Mas existe outro interesse além desse para aqueles que vão contra seus ideais? (Desmobilização).

Resposta (Emília): Zimmerman (1997) destaca que o agrupamento se caracteriza por um conjunto de pessoas que partilha de um mesmo espaço e tem interesses comuns, podendo vir a tornar-se um grupo. A passagem de um agrupamento a um grupo propriamente dito resultaria, segundo o autor, da transformação de interesses comuns em interesses em comum; isto é, os integrantes de um grupo reúnem-se em torno de uma tarefa e de um objetivo comum ao interesse de todos.

        Além dessa peculiaridade, o autor enumera outras características de um grupo: forma uma nova entidade, com leis e mecanismos próprios; garante, além de uma identidade própria, as identidades específicas; preserva a comunicação; garante espaço, tempo e regras que normatizam a atividade proposta; organiza-se em função de seus membros e esses organizam-se em função do grupo; apresenta duas forças contraditórias, uma tendente à coesão e outra à desintegração; apresenta interação afetiva e distribui posições de modo hierárquico.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (21.9 Kb)   pdf (157.3 Kb)   docx (21.7 Kb)  
Continuar por mais 13 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com