TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

O Resumo de Sociologia

Por:   •  20/7/2019  •  Dissertação  •  1.714 Palavras (7 Páginas)  •  15 Visualizações

Página 1 de 7

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS – UFAL CURSO DE SERVIÇO SOCIAL FACULDADE DE SERVIÇO SOCIAL – FSSO

THANYSE ANDREA DE FREITAS MARQUES

Trabalho apresentado para obtenção de nota parcial na disciplina de Sociologia, ministrada pelo Prof.° Paolo Totaro, na Faculdade de Serviço Social, da Universidade Federal de Alagoas.

Maceió- AL

     2019

A ascensão das famílias banqueiras italianas

            Foi no momento decisivo da economia europeia que ocorreu de o poder financeiro da igreja ter sido diminuído e o poder do estado ainda não era forte para poder substitui-la, mas através dos grupos de homens e instituições entraram em cena. Sendo assim alguns estados começaram a oferecer os mesmos serviços que templário porem no inicio de forma menor, porém essas famílias criaram outros conjuntos de famílias bancarias e assim ganharam o controle do estado e da igreja, Mas ao longo do tempo foram se criando mas famílias e assim os bancos privados surgiu na Itália, pois essas mesmas famílias não operavam sob missão religiosa ou dentro de limites.

          As Famílias banqueiras se deram muito bem com os muçulmanos, pagãos e judeus e dentre outros, isto é, fez com que a conta bancaria deles aumentasse e fez crescer suas missões por todo o mundo indo da Inglaterra a  índia, isto é, financiava e controlavam os dinheiros, fazia de tudo para ganhar em cima dos empréstimos ou seja na intenção de lucrar. Essas famílias italianas não eram como outros daquela época que viviam em castelos longe de todos, mas elas moravam no meio de pessoas comuns, atendendo as necessidades dos mesmos, isto é, os templários serviam somente a nobreza eles serviam a todos.

            Entretanto para conseguir seus investimentos financeiros os italianos viajavam para vários lugares da Europa, ou seja, eles montavam seu lugar e negociava, trocava dinheiro e etc... por isso a palavra banco vem desde o principio da forma como os negociantes fazia seus negócios, Porém os empréstimos existe a partir do momento de se tem dinheiro, mas claro que os banqueiros tornou isso uma instituição, algo grande no caso. Mas ouve uma operação ou investigação bancaria, que proibia a agiotagem e a cobrança de juros sobre empréstimos e essa investigação claro partiu da igreja, então foi uma terrível barreira que as famílias italianas tiveram que contornar.

        Porém a pergunta é porque a igreja proibi esse tipo de coisa no caso agiotagem e empréstimos a juros, porque existe duas passagem na bíblia que diz que não se pode fazer esses tipos de coisas, mas isto não quer dizer que o empréstimos a  juros ou a agiotagem tenha acabado, mas este tipo de acontecimento foi dificultado, porém claro que os italianos encontraram uma forma de resolver essa proibição e ficaram ricos sem precisar arriscar suas almas. No entanto ouve todo um processo para esse modo de empréstimo ser aceito, mas no processo só era bem-sucedido nos países cristãos nos mulçumano as letras de cambio que era o processo que foi criado não saia como eles queria não.

A mágica do pagamento bancário

         Os efeitos das letras de câmbio trouxeram um benefício ótimo, porque ele auxiliou o comercio a superar todas as demandas do tempo e a lidar com a quantidade grande de moedas e as mesmas eram pesadas difíceis de carregar, ou seja, eram roubadas e falsificadas dentre outros possíveis problemas, então um novo modo de pagamento surgiu no mercado, afim de evitar qualquer tipo de roubo.

          As letras de cambio por sua vez livravam o dinheiro de suas limitações, isto é, livrou de se qualquer moeda ou escassez de prata ou ouro que podia ocorrer no pais em que isso se limitava, ou seja, a quantidade de moeda que seria emitida agora não dependia mas da supervisão daqueles estados, mas sim da confiança que os negociantes obtivia daquela moeda, mas se houvesse a perda dessa confiança eles começavam a emitir suas letras de cambio em um outro local.

           Porém mesmo que a quantidade de bancos confinados fosse pequeno e não envolvesse os camponeses ou qualquer outro habitante envolvido neste negócio, os bancos havia achado uma forma de colocar mais dinheiro em circulação, ou seja, sob o novo sistema de maleta de 100 florins, ela podia continuar inativa e a mesma era uma caixa forte de nobreza e que podia agora ser depositada, e ficaria protegida em um banco italiano, porém como foi muito utilizado a forma de empréstimos e depósitos como maleta florins, gerou muito mais dinheiro como mágica, pois esse procedimento podia ser usado por qualquer indivíduo e em diferentes cidades. No entanto essas negociações italianas seguiam seu processo bancário como instituição privada.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9.6 Kb)   pdf (60.7 Kb)   docx (10.8 Kb)  
Continuar por mais 6 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com