TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Cultura de células em bioquímica

Por:   •  5/2/2017  •  Artigo  •  800 Palavras (4 Páginas)  •  27 Visualizações

Página 1 de 4

Sim, há uma crise no estado:

Em concordância com o autor no sentido que há uma crise no estado, observa-se a necessidade de reforma que possibilite o papel regulador do estado, uma vez que a história já indica a necessidade de adequação. Os efeitos gerados pelo processo de globalização e desenvolvimento tecnológico aumentaram consideravelmente a competitividade entre as nações, forçando o estado a delimitar sua abrangência institucional e a redefinição de seu papel.

Portanto, a saída para lidar com a crise é sem dúvida planejamento a médio e longo prazo, fato que infelizmente não vem ocorrendo nos últimos anos, o que se percebe é um estado frágil, com pouco investimento e muita burocracia, sendo a sociedade prejudicada, principalmente a classe baixa.

Ainda, o impasse entre governo e governabilidade é outro fator que coloca a sociedade em segundo plano e passa a enxergar os interesses próprios, sendo mais políticos do que social, mais uma vez desequilibrando a balança e detendo para o governo. O mais preciso é um sistema político e governamental eficiente, o problema é que embora sempre em pauta a reforma administrativa segue no papel e longe da prática.

Boa noite colegas!

Através dos comentários e observações em relação à crise no estado, podem-se tirar várias conclusões, principalmente porque os argumentos verificam com veemência o que vem ocorrendo em termo de administração publica ao longo do tempo e que se estende até os dias atuais. Concordo com os colegas quando mencionado as questões estruturais do governo, principalmente em termos burocráticos que tem dificultado o funcionamento de suas ações. De fato precisa de renovação, o estado atual funciona como uma máquina arrecadadora e com pouca eficiência em termo de aplicabilidade dos recursos.

Boa noite!

Em conclusão aos argumentos de defesa no sentido de que há sim uma crise do estado, é possível concluir através do material estudado e em concordância por parte dos colegas, que estamos diante de um estado burocrático e ineficiente, fato que colabora para crise atual. Todos esses indícios levam a certeza de que é necessário reforma. De acordo com Bresser, essa reconstrução passa pela delimitação de sua abrangência institucional, a redefinição do seu papel e ainda é preciso que o estado se posicione com firmeza frente à corrupção.

Em crítica aos argumentos do autor, primeiramente devemos analisar do ponto vista burocrático, que muitas vezes são interpretadas como fator determinante da crise do estado. Deve-se compreender que a burocracia não pode ser entendida como algo negativo, uma vez que se faz necessário em várias situações, como por exemplo, na divisão do trabalho, padronização, hierarquia entre outros, o problema são as suas disfunções que comprometem os processos e promovendo a ineficiência.

        Outra situação que gostaria de ressaltar que vem sendo abordado em termos de reforma é a delimitação do tamanho do estado que estão envolvidas as idéias de privatização, "publicização" e terceirização, existem diversos exemplos de que essas decisões foram tomadas, mas não trouxeram benefícios práticos na vida da população.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.2 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com