TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DE QUEDAS DE IDOSOS ATENDIDOS EM HOSPITAL

Por:   •  24/9/2015  •  Artigo  •  748 Palavras (3 Páginas)  •  354 Visualizações

Página 1 de 3

CENTRO UNIVERSITÁRO XXXXXXX

XXXXX - XXXX

XXXXXXX

XXXXXXX

TEMA:

EXPOSIÇÃO E APRESENTAÇÃO DE ARTIGO CIENTÍFICO – CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS DE QUEDAS DE IDOSOS ATENDIDOS EM HOSPITAL

INTRODUÇÃO AO TEMA

Os idosos passam a maior parte do tempo em suas residências, mas o lugar onde deveriam estar seguros é, na verdade, o que lhes oferece mais riscos de quedas.

As causas e consequências foram identificadas através do gênero e faixa etária, assim como os locais de maiores riscos, com isto destaca-se a necessidade de pensar em estratégias para prevenir estes acontecimentos dentro de suas residências.

TEMÁTICA

As complicações causadas pelas quedas vão desde fraturas mais comuns, como no punho, à lesões graves de fêmur e coluna, podendo, até mesmo, acarretar em lesões/traumatismos crânio-encefálicos. Mesmo em quedas de própria altura, os vasos sanguíneos cerebrais em idosos são mais frágeis, podendo romper e gerar uma hemorragia cerebral.

Todas as idades são propícias a quedas e suas lesões consequentes, mas, com o tempo e o envelhecimento, as habilidades de equilíbrio, agilidade, acuidade visual e auditiva vão se deteriorando, o que torna a atenção à idosos uma preocupação mais urgente. Nesses casos, as quedas frequentemente evoluem para um caso mais grave, devido às complicações da idade.

Segundo o artigo estudado e analisado, “[...] A lesão acidental é a sexta causa de mortalidade em pessoas de 75 anos ou mais. A queda é responsável por 70% dessa mortalidade [...]” e “[...] Estudos realizados em comunidades americanas mostram que 30% das pessoas com idade superior a 65 anos caem pelo menos uma vez ao ano, sendo que 40% delas têm idade acima de 80 anos [...]”.

Nos EUA foi realizado um estudo em que é descrito que a maior parte dos casos de alta complexidade derivada de quedas vinha de idosos com idade acima de 65 anos, e que boa parte desses idosos acidentados evoluía a óbito.

METODOLOGIA

A metodologia deste estudo consiste em coleta de dados de uma população de idosos que sofreram queda dentro de suas residências, sobre quais dados foi realizado estudo transversal-quantitativo, onde foram colhidas informações de um determinado número de pessoas idosas com diferentes características e histórias pessoais de exposição aos fatores de riscos. Foram observados, analisados, classificados e interpretados através de coleta de dados feita através de questionário respondido pelos idosos, no qual foram relatadas as principais causas e suas consequências das quedas.

Os idosos receberam visita dos pesquisadores em domicílio, onde foram aplicadas entrevistas com perguntas fechadas, mistas e abertas, para haver informações adicionais às contidas nos prontuários. A analise dos dados foi realizada através de estatística descrita e os dados foram representados por meio de gráfico e tabelas com número e ou percentual.

CONCLUSÃO

Analisando os dados interpretados no artigo, foi concluído que:

A idade média dos idosos selecionados foi de 76 anos. O artigo define os resultados sendo:

Nos

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5 Kb)   pdf (48.3 Kb)   docx (13.2 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com