TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

APLICAÇÃO DO SISTEMA LEAN MANUFACTURING NO PROCESSO DE FOLHETOS PROMOCIONAIS EM UMA INDÚSTRIA GRÁFICA

Por:   •  27/9/2015  •  Projeto de pesquisa  •  1.928 Palavras (8 Páginas)  •  174 Visualizações

Página 1 de 8

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

9° SEMESTRE DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

GIUSEPPE RINALDI JUNIOR

PEDRO HENRIQUE BIAZON

APLICAÇÃO DO SISTEMA LEAN MANUFACTURING NO FLUXO DE PRODUÇÃO DE UMA INDUSTRIA GRAFICA DE EMBALAGENS

SÃO PAULO - SP

SETEMBRO – 2015

UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

9° SEMESTRE DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

GIUSEPPE RINALDI JUNIOR

PEDRO HENRIQUE BIAZON

APLICAÇÃO DO SISTEMA LEAN MANUFACTURING NO FLUXO DE PRODUÇÃO DE UMA INDUSTRIA GRAFICA DE EMBALAGENS

                                                                                      Trabalho de conclusão de curso que integra todas as disciplinas de engenharia de produção e apresentado como requisito para a finalização do curso de engenharia de produção

SÃO PAULO - SP

SETEMBRO – 2015

1. INTRODUÇÃO

        

Uma impressão gráfica de embalagens é um veículo de informação e divulgação presente em todo o mercado nacional. É um meio de comunicação acessível a qualquer faixa etária, seguimento e indústria.

O sistema de produção chamado Lean Manufacturing aliado com as técnicas do sistema Just-in-Time tem como objetivo evitar desperdícios, melhorar a qualidade e reduzir os custos e o tempo da fabricação, isso a fim de agregar valor ao produto que é fabricado e entregue ao cliente.

Desta filosofia, algumas ferramentas serão descritas e utilizadas neste trabalho. São elas o Poka Yoke, Kaizen e Diagrama de Ishikawa e Gestão de qualidade.

1.1. Objetivos

1.1.1 Objetivo Geral

O presente trabalho tem como principal objetivo aplicar ferramentas do Lean Manufacturing e Just in time em uma indústria gráfica de embalagens.

 1.1.2 Objetivos Específicos

  • Descrever o processo empregado em uma gráfica na produção de Um impresso;
  • Investigar e expor as falhas nas etapas de produção;
  • Aplicar as ferramentas do Lean Manufacturing: Kaizen, Poka Yoke, Gestão de qualidade e Diagrama de Ishikawa no processo de fabricação dos impressos de modo a corrigir as falhas detectadas.

1.2 justificativa

Foi identificada, na pré-impressão, uma anormalidade nas matrizes de impressão. Estas não se encontravam em qualidade adequada à produção dos impressos.

Após a análise das matrizes foi verificado que as mesmas continham resíduos em sua superfície, o que provavelmente seria o causador desta anormalidade.


A implantação das ferramentas Kaizen, Poka Yoke, Gestão de Qualidade e Ishikawa, são importantes tendo em vista que a falta das ferramentas citadas, podem gerar retrabalho e outras falhas no processo, o que eleva o custo de produção.

A criação de um plano de ação eficaz pode diminuir os custos e melhorar a qualidade do produto.

2. SISTEMAS Á SEREM APLICADOS

2.1 Lean Manufacturing

Após a segunda guerra mundial o Japão estava em crise e a indústria teve que se reinventar devido à falta de recursos, desenvolvido pela Toyota o Lean Manufacturing, também chamado Produção Enxuta.

Tem como objetivo atender a demanda do mercado com o mínimo de recursos disponíveis através de ferramentas que possibilitam um eficaz controle de qualidade e melhoramento contínuos. Desse modo, é possível combater desperdícios de modo a melhorar a qualidade, diminuir custos e tempo de fabricação sem prejudicar a qualidade e ainda agregando valor ao produto.

Em tese, o objetivo dessa filosofia é fornecer produtos de qualidade, com o menor custo possível, menor tempo possível e eliminação contínua de desperdícios.

2.2 Poka Yoke

Poka-yoke é um dispositivo a prova de erros destinada a evitar a ocorrência de defeitos em processos de fabricação e (ou) na utilização de produtos. Conceito que faz parte do Sistema Toyota de Produção e foi desenvolvido primeiramente por Shigeo Shingo, a partir do princípio do "não custo". Um exemplo é a impossibilidade de remover a chave da ignição de um automóvel se a sua transmissão automática não estiver em "ponto morto", assim o motorista não pode cometer o erro de sair do carro em condições inseguras.

2.2.1 Funções determinantes do poka-yoke

Segundo SHINGO Há três tipos de Poka-yoke de controle:


Método de contato. Identifica os defeitos em virtude da existência ou não de contato entre o dispositivo e alguma característica ligada à forma ou dimensão do produto
Método de conjunto. Determina se um dado número de atividades previstas é executadas.

Método de etapas. Determina se são seguidos os estágios ou operações estabelecidas por um dado procedimento.

2.2.2 Escolha de um método Poka-yoke


SHINGO afirma que o dispositivo Poka-yoke em si não é um sistema de inspeção, mas um método de detectar defeitos ou erros que pode ser usado para satisfazer uma determinada função de inspeção. A inspeção é o objetivo, o Poka-yoke é simplesmente o método. Por exemplo, um gabarito que rejeita uma peça processada incorretamente é um Poka-yoke que desempenha a função de inspeção sucessiva. Se a inspeção sucessiva, aquela que detecta defeitos depois que eles ocorrem, não é a maneira mais eficaz de eliminar os defeitos naquele processo específico, um outro sistema deve ser usado.

Portanto, o primeiro passo na escolha e adoção de métodos de controle de qualidade efetivos é identificar o sistema de inspeção que melhor satisfaz as necessidades de determinado processo. O passo seguinte é identificar um método de Poka-yoke (controle ou freqüência) que seja capaz de satisfazer a inspeção desejada. Somente depois de definido o método apropriado, deve-se considerar qual o tipo do dispositivo Poka-yoke (contato, controle ou etapas).

...

Baixar como (para membros premium)  txt (12.7 Kb)   pdf (92.8 Kb)   docx (18.6 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com