TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ATPS COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL PET GLAMOUR

Casos: ATPS COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL PET GLAMOUR. Pesquise 788.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  15/3/2014  •  3.040 Palavras (13 Páginas)  •  595 Visualizações

Página 1 de 13

2. Responder as seguintes perguntas:

2.1 Como os funcionários se agrupam dentro da empresa?

A empresa Pet Glamour é formada por três gestores: Alba Lorenzão, responsável pelo setor de banho e tosa, João Maria Lorenzão, responsável pela administração, os dois além de irmãos são os proprietários da empresa, e Rui Leme, gerente da loja.

O setor de Banho e Tosa comandado por Alba Lorenzão (proprietária), possui os seguintes funcionários Anita Jordão e Léa Jordão (Banho) e Éder Sales (tosa).

A loja comandada por Rui Leme possui as vendedoras Leila Xavier e Elaine Vérner.

A Administração fica a cargo de João Maria Lorenzão (proprietário).

2.2 Como são os agrupamentos formais (aqueles forçados pelo próprio trabalho) e os informais (aqueles que se formam pela afinidade entre pessoas)?

Grupos formais:

Banho e tosa: Alba Lorenzão, Anita Jordão, Léa Jordão e Éder Sales.

Loja: Rui Leme, Leila Xavier e Elaine Vérner.

Direção e administração: João Maria Lorenzão e Alba Lorenzão.

Grupos Informais:

Grupo um: Leila Xavier e Elaine Vérner.

Grupo dois: Alba Lorenzão/ Anita Jordão e Léa Jordão (irmãs)

Grupo três: João Maria Lorenzão e Rui Leme.

Com relação aos grupos informais nota-se que as vendedoras Leila Xavier e Elaine Vérner além de trabalharem no mesmo setor possuem comportamentos parecidos principalmente com relação ao comprometimento e assiduidade o que aparentemente é reflexo de um relacionamento informal entre as duas e também busca por autoestima e possivelmente falta de reconhecimento no trabalho.

Alba Lorenzão de acordo com as palavras do seu próprio irmão João Maria Lorenzão não mistura sua equipe de banho e tosa com o resto do pet shop, o que aparenta que esta relação entre Alba e os seus subordinados seja além de formal também informal, pois existe certa proteção por parte da gestora, Anita e Léa são irmãs e já possuem uma relação fora da empresa, apenas Éder Sales parece não se encaixar neste grupo informal devido a conflitos.

João Maria Lorenzão e Rui Leme possuem problemas profissionais com Alba, isso reflete que ambos possuem uma visão parecida com relação ao trabalho e a execução das tarefas, ou seja, a busca por autoestima, alcance das metas, poder e segurança.

2.3 Quais são os conflitos mais comuns? Mencionar os nomes de cada funcionário em cada grupo.

O primeiro conflito ocorre entre Alba e João, ambos são proprietários e consequentemente dirigem a empresa, porém João com o foco na administração e Alba no setor de banho e tosa além dos dois serem irmãos, os conflitos profissionais ocorre devido a uma queda de resultados na empresa (redução de 4% no faturamento), Alba se queixa da competência de João quanto aos procedimentos administrativos e João se queixa da falta de interação e comprometimento da sua irmã com os outros setores da empresa.

O segundo conflito ocorre entre o gerente da loja Rui Leme e o setor de banho e tosa, pois os funcionários (Anita Jordão, Léa Jordão e Éder Sales) retiram produtos da loja para executar as suas tarefas, porém não formalizam nem sinalizam o pedido, ou retirada de produtos com ele, o qual é responsável por gerenciar e controlar o estoque da loja.

O terceiro conflito ocorre dentro do setor de banho e tosa onde o responsável pela tosa, Éder Sales, adota uma postura arrogante menosprezando o trabalho das suas colegas do setor de banho Anita Jordão e Léa Jordão, o que gera um desconforto na equipe e possivelmente uma queda quanto à produtividade e qualidade dos serviços.

O quarto conflito ocorre novamente na loja onde as vendedoras Leila Xavier e Elaine Vérner apresentam baixa assiduidade, com atrasos e faltas, possivelmente pode ser reflexo de baixa autoestima no trabalho o que consequentemente gera sobrecarga para o gerente Rui Leme e o administrador João Maria Lorenzão, e também queda nas vendas.

3. Tabela de grupos formais

GRUPO FORMAL COMPONENTES CONFLITOS RESULTADO DO ¨EDE¨

BANHO E TOSA Alba, Anita, Léa e Éder. Conflitos com outros setores,

como administração e loja, além do conflito interno envolvendo a equipe e a divisão da mesma, gerando desconforto. 1. Grau de confiança recíproca: Muita confiança

2. Comunicações: Restritas, cautelosas

3. Grau de apoio recíproco: Cada um por si

4. Objetivos da equipe: Não compreendidos

5. Tratamento dos conflitos dentro da equipe: Através da recusa, escapatória,

repressão ou acomodação

6. Utilização das habilidades dos membros: As habilidades da equipe não

são utilizadas

7. Método de controle: O controle é imposto

8. Ambiente Organizacional: Restritivo, pressão para que haja conformismo.

LOJA Rui, Elaine e Leila Problemas de relacionamentos com outros setores, como procedimentos e controles além de baixa assiduidade e autoestima por parte das vendedoras. 1. Grau de confiança recíproca: Muita confiança

2. Comunicações: Restritas, cautelosas

3. Grau de apoio recíproco: Cada um por si

4. Objetivos da equipe: Não compreendidos

5. Tratamento dos conflitos dentro da equipe: Através da recusa, escapatória,

repressão ou acomodação

6. Utilização das habilidades dos membros: As habilidades da equipe não

são

...

Baixar como (para membros premium)  txt (20.7 Kb)  
Continuar por mais 12 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com