TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

TÍTULO: Empreendedorismo e Inovação na Educação: Estudo de caso :Venda Nova do Imigrante/ES

Por:   •  7/10/2015  •  Trabalho acadêmico  •  1.273 Palavras (6 Páginas)  •  396 Visualizações

Página 1 de 6

PALAVRAS-CHAVE:

Empreendedorismo. Inovação. Educação. Autonomia. Projeto Pedagógico

DESENHO DE ESTUDO:

A pesquisa será observacional, de natureza aplicada e abordagem quanti-qualitativa. O tipo de estudo será descritivo e exploratório. A pesquisa de campo será realizada em uma Escola Municipal de Ensino Médio, localizada no município de Venda Nova do Imigrante/ES, cenário onde o Projeto de Empreendedorismo na Escola funciona há 10 anos. As entrevistas semiestruturadas e a investigação de dados, em documentos institucionais do período de Outubro a Novembro de 2015, serão utilizadas como técnica de coleta de dados.

INTRODUÇÃO:

O empreendedorismo está intimamente ligado a inovação, tendo em vista, seu potencial de criar riqueza por meios de novos produtos, métodos de produção, mercados e formas de organização etc.

A autora do estudo pontua que na maior parte das leituras realizadas, o termo empreendedorismo está sempre relacionado a negócio. O que denota uma escassez de estudo acerca do tema ligando-o aos outros campos de atuação, como por exemplo, da educação. Ainda de acordo com ela o empreendedor não é só aquele que tem um negócio, pois o empreendedorismo, deve fazer parte da cultura de todos os indivíduos, tendo em vista, a sua capacidade de subsidiar autonomia aos cidadãos.

Segundo Dornelas (2008) são diversas as ferramentas capazes de contribuir na geração da inovação, mas para isto é necessário que preparar os sujeitos para serem empreendedores e autônomos, de forma a ir em busca de conhecimentos técnicos, experiências bem-sucedidas, dinamicidade e criatividade que fomentem mudanças no cenário em que estão inseridos e, isso, pode vir a implicar em uma mudança de cultura e comportamento. Sendo assim, o ensino empreendedor surge como uma vertente voltado a “[...] construção de habilidades e competências essenciais nas diferentes áreas de formação, para que inovar e empreender migre do campo das intenções nobres para se tornar realidade vivida (NOGUEIRA 2010, p. 13).

A Educação empreendedora refere-se técnica de instrumentalizar o educando a realizar escolhas, de forma a contribuir para o fortalecimento de seu projeto de vida, isto é, constitui-se como a preparação do jovem para participar da construção do desenvolvimento social, por meio do desenvolvimento de habilidades e competências, a fim de decidir sobre o próprio futuro.

Sendo a escola, local de estabelecimentos de relações e socialização, possui um papel fundamental na formação dos cidadãos, na responsabilidade social, na discussão e na sustentabilidade, na ética, nas novas atitudes, dentre outros. Diante esse cenário o Ministério da Educação inclui nos currículos de ensino médio e fundamental o tema empreendedorismo em parceria com o Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (SEBRAE) se mostra como referência acerca da temática, pois ele tem como buscar caminhos para reestruturar e renovar capacidades e ou/habilidades, dispondo de ferramentas que favoreçam a construção empreendedorismo.

Inserida nesse contexto, a Educação através do Projeto Pedagógico das Escolas devem saber interpretar as mensagens enviadas pelo ambiente externo e propor mudanças capazes de redefinir a estruturação externa. Segundo Panizzi (2006), a vida é urbana, que o conhecimento não tem fronteira, que o emprego único acabou, que nosso fazer pedagógico deve permitir, que nossos estudantes queiram em sua maioria, encontrar um norte para a sua vida profissional.

O projeto em questão tem a finalidade de conscientizar os educadores sobre a relevância de inserir o empreendedorismo na aprendizagem escolar, por meio de atividades teóricas e práticas com alunos até novembro, sendo finalizado através de uma Feira, onde os educandos vendem os produtos produzidos na capacitação. Ou seja, o ambiente educacional apresenta-se como um portal inovador, porque possui capital humano e criativo, prontos para identificar novos processos, sejam de produtos ou serviços. Cabe salientar que este projeto foi aprovado em 2005, e, atualmente, só funciona efetivamente em 10 municípios, dentre os quais, destaca-se: Pinheiro e Venda Nova do Imigrante, sendo esta última, objeto de estudo desse trabalho.

Diante de tanta concorrência e competitividade no mercado, observar-se que o sujeito que for capaz de tomar decisões, traçar planos e organizar recursos necessários para alcançar o sucesso, estará à frente dos demais. E, o empreendedorismo mostra-se como um excelente método para isso.

RESUMO:

Nota-se que a proposição de novos

...

Baixar como (para membros premium)  txt (9 Kb)   pdf (53.5 Kb)   docx (15.3 Kb)  
Continuar por mais 5 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com