TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resumo de “Reflexões periféricas sobre a difusão internacional do pensamento econômico”, de José Luís Cardoso

Por:   •  22/9/2015  •  Relatório de pesquisa  •  383 Palavras (2 Páginas)  •  447 Visualizações

Página 1 de 2

Resumo de “Reflexões periféricas sobre a difusão internacional do pensamento econômico”, de José Luís Cardoso – Texto 1

O texto “Reflexões periféricas sobre a difusão internacional do pensamento econômico”, de José Luís Cardoso, descreve acerca da difusão das ideias econômicas. Normalmente advindas de países que estão num nível de desenvolvimento superior, seja em tecnologia, civilizações, experiências, entre outros, faz-se uma análise em relação à projeção, às necessidades e os cuidados que se deveria ter sobre o caso.

Começa discorrendo sobre o caráter universal do pensamento econômico, a busca por uma visão universal que ultrapassa fronteiras, chegando quase que instantaneamente em variados territórios, difundindo conhecimento e poder.

O problema é que nem sempre, características funcionais utilizadas num país será acertada para outras nações. Isso porque existem grandes diferenças entre as culturas, também no ambiente no qual se está inserido, nos níveis de desenvolvimento tecnológico e social, e por algumas restrições. Citam duas restrições principais: a primeira, em relação aos meios de transmissão lentos, a falta de acesso por melhores informações, qualidade das traduções, sendo assim, limitações institucionais (universidades, por exemplo) e também individuais. A outra restrição explicita, está no desequilíbrio entre países com tradição em tecnologia, e países que se adaptam a utilizar a tecnologia estrangeira. Então, a nação influenciada por países que têm grande influência externa, não deveria aceitar tudo como o mais saudável em seu ambiente, pois naquele cenário, pode ser que o pensamento e as ideias não sejam condizentes com a preparação do país. Particularidades na economia estão condicionadas às realidades econômicas.

Uma fato importante citado no texto é o da contribuição de Bento da Silva Lisboa, que traduziu para o português, a obra “A Riqueza das Nações” de Adam Smith. Aderindo medidas de liberalização econômica de Smith, o Brasil decretou o fim do regime exclusivo colonial e na abertura dos portos, num contexto que antecede a independência do Brasil.

Em tentativa de melhorar essa disseminação de pensamentos econômicos, já que é algo que aos poucos se tornara inevitável, foram adotadas algumas medidas para diminuir o impacto nas diferenças de linguagem e cultura econômica existente. Uma das medidas tomadas foi a da formalização padronizada das teorias, facilitando a universalidade das técnicas, pois assim, aumenta-se o potencial de comunicação. Também a utilização de análises comparativas permitindo paralelismos e complementaridades no desenvolvimento de certas correntes de pensamento econômico.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (2.7 Kb)   pdf (38.7 Kb)   docx (11.1 Kb)  
Continuar por mais 1 página »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com