TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Trabalho de sociologia, reportagem sobre uma menina de onze anos apedrejada

Por:   •  8/12/2015  •  Trabalho acadêmico  •  615 Palavras (3 Páginas)  •  450 Visualizações

Página 1 de 3

Centro de Ensino Médio 01 de Brazlândia

Disciplina: Sociologia
Aluna: Ana Paula Rodrigues de França           nº: 05

Série/ Turma: 2ºC

Menina de 11 anos é apedrejada no Rio de Janeiro

 Esse caso foi pesquisado nos seguintes sites: noticias.uol.com.br; folha.uol.com.br; odia.ig.com.br.

 O caso ocorreu em julho desse ano.

 Nos três sites há a mesma história. Uma menina de onze anos, em um dos sites identificada como K, foi vítima de intolerância religiosa.
Ela mora na zona norte do Rio de Janeiro, e havia sido iniciada no candomblé há quatro meses, desde a data referida.

 Ela e um grupo de pessoas estavam saindo de um culto de candomblé, quando se depararam com dois homens, que os insultaram com palavras, os xingaram e ergueram uma bíblia para eles, afirmaram que Jesus estava voltando. Logo após, um dos homens, jogou uma pedra em direção ao grupo e acertou a menina na cabeça. Segundo quem presenciou saiu muito sangue da cabeça de K, e ela perdeu momentaneamente a memória, não se lembrava de fatos ocorridos recentemente.
Os dois homens acabaram fugindo, e segundo os sites, a polícia estava tentando identificá-los com imagens de câmeras de segurança e procurando possíveis testemunhas que pudessem ajudar no caso.

 Segundo o site FOLHA “o caso foi registrado como lesão corporal e classificado pelo artigo 20, da lei 7.716: prática, indução ou incitação à discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou precedência nacional”.

 No último site pesquisado, o noticias.uol afirma que segundo testemunhas foram evangélicos que praticaram tal crime, mas em nenhum outro site pesquisado afirma tal coisa, afinal pelas notícias não houve conversa entre os agressores e as vítimas para elas saberem que foram evangélicos que as atacaram.

 No mesmo site, teve um comentário em que afirma que não tinha como saber se foram evangélicos e o autor do comentário acusa que a reportagem foi maliciosa e tendenciosa, por tal afirmação, além de chamar o site de irresponsável.

 Nos demais comentários, dos três sites pesquisados há pessoas na esperança de que a polícia cumpra seu papel e prenda os culpados e os puna severamente, de acordo com a lei.

 Há pessoas afirmando que repudia qualquer tipo de violência.

  Há muitos casos não provados e provados de intolerância religiosa no Brasil. Com essa reportagem é possível refletir que a intolerância das pessoas é tão grande que não poupam nem se quer crianças, a menina inocente, foi apedrejada por um motivo onde ela deveria ser respeitada, já que todos tem o direito de ter sua própria religião.

 Ninguém quer ser julgado pela religião que escolheu, mas infelizmente muitos julgam a religião do outro pelo fato de eles não serem adeptos a sua, levando assim a casos como este de agressão física, que é o pior, onde um indivíduo ameaça a integridade de outro só por não aceitar a sua religião. Mas também há casos de agressões verbais, onde as pessoas proferem palavras maliciosas, e insultam a todos que não seguem sua religião.

 Para evitar casos de intolerância religiosa, o governo precisa ao identificar o caso, procurar os agressores o mais rápido possível e punir logo eles.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (3.7 Kb)   pdf (35.6 Kb)   docx (11.5 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com