TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

ATPS LITERATURA INFANTIL

Trabalho Universitário: ATPS LITERATURA INFANTIL. Pesquise 790.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  24/4/2014  •  918 Palavras (4 Páginas)  •  619 Visualizações

Página 1 de 4

Filme: Como estrelas na Terra toda Criança é Especial.

O filme tem início no cotidiano escolar e doméstico desse garotinho feliz, de 8 anos de idade.

O contraste de tempos vai então sendo enfocada de diversas formas, em vários momentos e situações.

Em uma das muitas cenas de sala de aula, em vez de se atentar ao conteúdo das matérias, Ishaan busca alguma salvação na janela, contemplando a forma como os pneus das bicicletas passam em uma poça d’água barrenta. Logo, obviamente, recebe a bronca esperada, que é acompanhada de humilhações, ou pelos outros alunos, que se divertem à custa do coleguinha, ou pelos próprios professores, que ignoram as muitas dificuldades de aprendizagem de Ishaan, qualificando-o de engraçadinho, sem-vergonha, preguiçoso entre outros.

Em casa, temos mais do mesmo: em contraste com a organização de tempo do filho problemático, pai, mãe e irmão seguem o script de uma vida produtiva.

O Ishaan demora a acordar,mas não há tempo para isso. A mãe-produtiva, que lhe dedica cuidados mecânicos, tem como tarefa, apressá-lo e adaptá-lo para a vida real, do trabalho, do horário a cumprir.

Como se não bastasse, ela também acompanha o filho na lição de casa, apenas e tão somente para destacar seus erros, com irritação e desesperança ,com a falta de capricho e empenho do filho

O pai, que, depois de uma reunião com os na escola, em que o fracasso do filho é reafirmado ele decide mandá-lo para um colégio interno, afastá-lo da família como castigo por não ter se esforçado.

Tem início então um segundo momento da vida desse menino, toda a sua vivacidade, o sorriso malandro, a alegria de criança, a curiosidade e fascinação pelas cores e movimentos das ruas, que depois reproduzia em desenhos e pinturas belíssimos, são substituídos pela tristeza do abandono, pela decepção, em especial com a atitude da mãe, que, embora não concorde com a ideia da separação, submete-se ao marido.

O lema da “nova” escola, entoado com orgulho pelo corpo técnico, é: “Disciplina

Ou seja, Ishaan é de imediato identificado como o garoto desregrado e incapaz de se desenvolver

Pior: agora, ele aceita esses rótulos e não para de sofrer, submetendo-se às novas humilhações dos professores sem qualquer reação. Deixa de falar, de desenhar e vai se tornando indiferente a tudo e a todos.

Também aqui há um professor herói, um salvador e finalmente chega e assume as aulas de artes.

O professor de artes logo percebe que o garoto está profundamente deprimido, pois não responde a sua forma inusitada de ministrar aulas, ele se apresenta aos alunos fantasiado, tocando uma flauta e convidando-os a dançar, cantar e, depois, desenhar livremente, deixando a imaginação correr solta no papel.

Mas o garoto não reage mais.

Então o professor está determinado a ajudar o garoto, pois seus olhos berram por socorro.

Analisa os cadernos, conversa com o único coleguinha com quem Ishaan mantinha um vínculo de amizade e finalmente procura pelos familiares dele. E é neste momento que reside, de nosso ponto de vista, o equívoco do filme.

Diante de um pai e uma mãe surpresos com a visita inusitada, o professor deixa claro que Ishaan não era preguiçoso ou indisciplinado e sim tem sintomas de um distúrbio denominado dislexia

...

Baixar como (para membros premium)  txt (5.5 Kb)  
Continuar por mais 3 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com