TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Estudo De Caso "Academia Via Forma"

Pesquisas Acadêmicas: Estudo De Caso "Academia Via Forma". Pesquise 793.000+ trabalhos acadêmicos

Por:   •  5/5/2014  •  1.971 Palavras (8 Páginas)  •  442 Visualizações

Página 1 de 8

1 INTRODUÇÃO

Entrar na academia e sair do sedentarismo é a recomendação principal dos médicos para evitar obesidade, problemas cardiovasculares e até depressão, além da disponibilidade para ficar em dia com a saúde, talvez alguns dos motivos que levou o médico Ricardo Oliveira a investir em uma academia.

Trata-se de um profissional do ramo da medicina comentando sue empreendimento em uma nova área de trabalho, partindo de um pensamento antigo de ter algo fora do ramo da medicina, entre consulta na Internet, jornais e revistas, foi durante um telefonema de seu irmão formado no curso de educação física que algo começou a tomar sentido. Retornado as pesquisa na Internet, mas agora com um foco, verificou um significativo aumento no ramo e com promessas de um crescimento ainda maior em virtude da valorização dos atributos estéticos e a busca pela vida saudável.

Buscou apoio em outros dois sócios nessa jornada e então deram início ao empreendimento “Academia ViaForma”, cometendo erros e acertos, porém com um objetivo traçado, sendo que ao longo do percurso outros obstáculos foram aparecendo, seus sócios venderam suas partes e um novo sócio surge, culminado no dias atuais com uma grande aceitação no mercado e perspectivas e um crescimento ainda maior.

2 DESENVOLVIMENTO

2.1 MARKETING I

2.1.1 Cite as Ações e explique como será desenvolvida

Os colaboradores da empresa devem trabalhar em equipe, para que isso ocorra é necessária uma boa orientação para o mercado que traz como benefício principal o trabalho em equipe na direção de uma meta comum de satisfazer os Clientes, induzindo o comprometimento e espírito de cooperação através de uma revisão dos fatores interdepartamentais que baseia-se que não deve haver conflito entre departamentos.

Treinamento para os colaboradores para que exibam credibilidade, cortesia, competência, capacidade de resposta e comunicação, comunicação esta que esta relacionada a o descentralização de informações sobre clientes, fazendo com que estas informações cheguem a linha de frente e as pessoas que atuam no atendimento direto saibam reconhecer cada cliente, seu histórico e assim oferecer serviços, sugestões e o produto apropriado e desejado pelo cliente, a boa forma.

2.2 MARKETING II

2.2.1 Público-alvo de uma academia

Segundo o SEBRAE (2005) o perfil do público das academias, é geralmente freqüentas por pessoas de diversas idades e faixa de renda, com interesses distintos, seja em busca de melhoria da condição física, combates ao estresse ou para prevenir doenças. Em um novo cenário, especialistas acreditam que as academias ofereçam cada vez mais equipamentos modernos, diversas modalidades de atividades esportivas e atualizem suas tecnologias, podendo existir especializações em alguns nichos como: feminino, crianças e terceira idade.

Atualmente o perfil dos clientes de academia é em sua maioria: mulher, casada, adulta (entre 26 e 46 anos) e possui renda de 2 a 5 salários mínimos pra cima.

2.2.2 Definição de “SERVIÇO”

Com origem no termo latim servitĭum, a palavra serviço define a ação de servir (estar sujeito a/ser prestável alguém por qualquer motivo, fazendo aquilo que essa pessoa quer ou pede).

O conceito também permite fazer referência aos serviços públicos que são pagos pelos contribuintes através de taxas ou impostos, e ao fornecimento de serviços prestados com vista a satisfazer alguma necessidade desde que não consistam na produção de bens materiais.

Na área da economia e do marketing, um serviço é o conjunto de atividades realizadas por uma empresa para responder às expectativas e necessidades do cliente. Por isso, o serviço é definido como sendo um bem não material. Como tal, os fornecedores/prestadores de serviços não costumam propriamente manipular grandes matérias-primas e beneficiam de reduzidas restrições físicas. Por outro lado, o seu principal valor é a experiência. Convém relembrar que os fornecedores de serviços constituem aquele que se conhece como o setor terciário da indústria. Das varias características próprias de um serviço que permitem diferenciá-lo de um produto destacaremos a intangibilidade (um serviço é algo que não se pode ver, provar, sentir, ouvir nem cheirar antes da compra propriamente dita), a heterogeneidade (dois serviços similares nunca são idênticos ou iguais), inseparabilidade (a produção e o consumo são parciais ou totalmente simultâneos), a permissibilidade (um serviço é algo que não se pode armazenar) e a ausência de propriedade(os compradores de um serviço adquirem direito de receber a respectiva prestação bem como o direito de uso, ao acesso ou ao arrendamento de coisa adquirida, mas não à sua propriedade/posse).

2.2.3 INSEPARABILIDADE dos Serviços

A inseparabilidade é uma das características mais curiosas de um serviço, ela tem certa conexão com a pessoa que presta o serviço, quem o recebe e os outros clientes que também compartilham deste serviço, se da pela conexão física entre o prestador de serviço com o serviço que é prestado, com o envolvimento direto do cliente no processo de produção do serviço, e o envolvimento de outros clientes no processo.

Em relação aos problemas gerados por esta inseparabilidade, em primeiro lugar seria que como o prestador de serviço esta sempre presente durante o processo, ele tem que ter algumas habilidades diferentes da pessoa que nunca precisa ta junto com o cliente. Em segundo lugar, a presença do cliente junto no processo de prestação do serviço, oferece vários riscos em relação a conclusão do mesmo, e por fim, em terceiro lugar como a prestação de serviço é compartilhada com mais um monte de clientes, com o tempo, um cliente vai interferir negativamente na experiência de serviço do outro.

Como vocês podem ver, a inseparabilidade pode trazer vários riscos que dizem respeito sobre a produção em massa de serviços.

Como o cliente também está presente quando o serviço é produzido, a interação fornecedor-cliente é um aspecto especial do marketing de serviços. Tanto o fornecedor quanto o cliente afetam o resultado do marketing de serviço.

2.2.4 INTANGIBILIDADE dos Serviços

Os serviços são intangíveis porque não podem ser vistos, provados, sentidos, ouvidos ou cheirados antes de serem compra dos. Por exemplo, quem se submete a uma cirurgia plástica não pode ver o resultado antes

...

Baixar como (para membros premium)  txt (13.2 Kb)  
Continuar por mais 7 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com