TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A LITERATURA INFANTIL ATRAVÉS DA OBRA DE MONTEIRO LOBATO

Por:   •  8/4/2017  •  Artigo  •  2.812 Palavras (12 Páginas)  •  824 Visualizações

Página 1 de 12

A LITERATURA INFANTIL ATRAVÉS DA OBRA DE MONTEIRO LOBATO[1]

MORATELLI, Ana Cláudia[2]

RESUMO: O presente trabalho teve como objetivo de estudo a obra de Monteiro Lobato “Sitio do Pica Pau Amarelo”. Fez-se uma abordagem teórica do assunto, objetivando-se principalmente oportunizar as crianças a apreciar a obra e os personagens do autor, de maneira mágica, fantasiosa, usando o lúdico para aguçar a curiosidade e a vontade de participar da vida das personagens, acreditando que é somente na educação que se instala a relação da criança com o conhecimento é na infância que isso acontece de maneira natural, sendo surpreendentemente intenso, marcando esta fase e assim encontrando um terreno fértil para que a semente de um bom leitor cresça e frutifique. Esse mundo mágico criado por Monteiro Lobato transporta os pequenos, desenvolvendo neles o afetivo, cognitivo, a ética, estética, a criatividade e principalmente a criticidade como cidadãos, proporcionando a relação interpessoal e inserção social. Devendo considerar diferentes habilidades, interesses e maneiras de aprender. É conhecendo as personagens no seu meio, que as crianças encontram nas brincadeiras, leituras, releituras, contos e recontos a vontade de viver o faz de conta no Sítio.

 

Palavras-chave: Literatura Infantil. Conhecimento. Lobato.

INTRODUÇÃO

Monteiro Lobato é considerado por muitos o pai da literatura infantil brasileira. Este título, mais do que justo, tem explicação. Antes de Lobato, as histórias lidas pelas crianças eram importadas da Europa e apresentavam ambientações e contextos muitos diversos da realidade nacional. Além disso, eram traduzidas para um português de difícil compreensão e distante da fala brasileira da época. Também a literatura infantil criada no Brasil não encontrava muito nossas crianças, pois estava a serviço da escola, mais preocupada em transmitir valores do que propriamente em divertir e abrir as portas para a imaginação.

Percebendo este cenário, Monteiro Lobato em 1920, já escritor, editor e jornalista reconhecido do público adulto, lança seu primeiro livro para crianças A Menina do Narizinho arrebitado e inaugura com esta obra uma série de características que transformariam nossa literatura infantil. “Ainda acabo fazendo livros onde as nossas crianças possam morar”, dizia o próprio autor em 1926, em carta ao amigo Godofredo Rangel. E foi exatamente o que ocorreu.

        Partindo de um universo brasileiro e rural o Sítio do Pica Pau amarelo, Lobato cria uma literatura em que a criança é convidada a sonhar, a imaginar e também a conhecer muito sobre a realidade. A diferença é que em Lobato ela é livre para argumentar, trocar ideias e tirar as próprias conclusões. Por isso, pode se disser que não há uma lição a aprender nas  histórias de Monteiro Lobato, mas um mundo a se pensar, a se viver e a se construir.

        É importante ressaltar que a obra infanto-juvenil de Lobato foi escrita entre os anos 1920 e 1940 e que a sociedade de cada época traz na sua cultura diferentes valores, normas e conceitos. Por isso, contextualizar esses livros entre as crianças de hoje é fundamental. Diante de tantos problemas de dificuldades de aprendizagem a literatura Infantil pode abordar diversas possibilidades e formas de aprendizado.

        Sendo assim a escola busca conhecer e desenvolver na criança as competências da leitura e da escrita e como a literatura infantil pode influenciar de maneira positiva neste processo. Assim, Bakhtin (1992) expressa sobre a literatura infantil abordando que por ser um instrumento motivador e desafiador, ele é capaz de transformar o indivíduo em um sujeito ativo, responsável pela sua aprendizagem, que sabe compreender o contexto em que vive e modificá-lo de acordo com a sua necessidade.

  Nós mesmos podemos perceber a falta que a leitura causa em nosso dia a dia; a maioria de nós tem uma grande desmotivação para realizar leituras, diante desta situação vem a grande importância do educando estar estimulando e instigando esta na educação e destacando entre as demais a literatura infantil de Monteiro Lobato, pois trabalhar sua obras, é vivenciar dentro da Literatura Infantil um mundo rico em cultura, em um mundo mágico de personagens que encantam as crianças, os jovens e os adultos.

             Monteiro Lobato foi, verdadeiramente, um dos grandes homens da história desse país. Grande escritor, celebrado por gerações e gerações de crianças por seu espetacular trabalho “O Sítio do Pica-pau Amarelo”, Lobato foi também um empreendedor. Além disso, através de todas as suas produções e realizações queria por que queria fazer com que o Brasil pudesse crescer desenvolver-se, ocupar um lugar de destaque mundial dos países. O escritor fez um pouco de tudo em sua vida. O que mais permanece na memória coletiva nacional é a sua forte ligação com as crianças. Em suas obras dedicadas às crianças, Lobato conseguiu verdadeiras façanhas como contar a história do mundo tornando-a divertida e atraente para os pequenos ou, ainda, falar de temas adultos e sérios de forma descontraída, como a questão do petróleo. É importante lembrar que Lobato se preocupava muito com os resgates de nossa identidade nacional em O Saci e Histórias da Tia Nastácia, deu voz ás crenças populares, valorizando como conhecimento intuitivo e genuinamente brasileiro.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (17.5 Kb)   pdf (174.3 Kb)   docx (755 Kb)  
Continuar por mais 11 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com