TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

A atuação do Pedagogo na área hospitalar

Por:   •  23/3/2016  •  Relatório de pesquisa  •  6.192 Palavras (25 Páginas)  •  294 Visualizações

Página 1 de 25

FACULDADE PEDRO II[pic 1][pic 2]

Instituto Superior de Educação

Curso de Pedagogia

Trabalho de Conclusão de Curso II

Trabalho apresentado como requisito parcial para a aprovação parcial na disciplina de TCC, do curso de Pedagogia da Faculdade Pero II, ministrada pela professora Jaqueline Figueiredo.

Aluno: Raquel A. Chaves

         Valéria F. Martins

Raquel A. Chaves

Valéria Fátima Martins

A atuação do Pedagogo na área hospitalar

O QUE É A PEDAGOGIA HOSPITALAR

A possibilidade de levar a escola a um outro ambiente reformula muita das idéias pré-concebidas da academia. Fazer uma pedagogia socializadora é reconhecer o potencial humano de todos os indivíduos, sem que as diferenças e fragilidades sejam consideradas. (VASCONCELOS, 2006).

A pedagogia possui um vasto campo de trabalho, por que não se limita ou se restringe apenas nos espaços escolares, a atuação do pedagogo abrange diversas áreas que se destinam as práticas educacionais e a organização dos processos de ensino aprendizagem do sujeito, aplicando de forma pedagógica. Por ser um campo destinado ao estudo da educação, tem uma associação diretamente com os espaços escolares, que limita essa visão ampla da atuação do pedagogo nas empresas, ONGS ou até nas classes hospitalares. Na busca de conhecer a pedagogia nos espaços extra-escolar optamos explorar um pouca mais desse conhecimento sobre a pedagogia hospitalar que ainda não e muito conhecida por considerar que uma criança ou adolescente com a saúde debilitada em processo de internação não tenha que desfrutar ou se preocupar com nada além de restauração de sua saúde, nesse momento tão sofrido pelo aluno e seus familiares e amigos que enfrentam os mais diversos tipos de diagnostico, cirurgias, administração de remédios, instabilidades dos quadros clínicos, insegurança, medo de que esse paciente tão jovem venha ter seus dias de vida contados.

A ação da educação no contexto hospitalar é proporcionar às crianças e adolescentes hospitalizados momentos de aprendizado, prazer, de          apropriação de conhecimentos, gerando situações de reflexão, portanto “nunca deve perder de vista o alvo do seu trabalho o ser humano que no momento necessita de ajuda, para erguer-se de seu estado físico e psicológico acarretado pela doença” (MATOS & MUGIATTI, 2001, p. 40 - 41).

Com embasamento garantido da lei,a pedagogia hospitalar vem ganhado campo ao promover seu trabalho humanizado, desde a formação dos profissionais que irá atuar como pedagogo nos espaços hospitalar, até as especializações e competências necessárias que deve possuir esse profissional, para a execução das atividades nesses espaços.É importante que esse professor ao iniciar suas atividades busque conhecer a equipe medica, e os envolvidos nesse processo de restabelecer a saúde do aluno paciente, pois ao trabalhar em parceria os resultas esperado será mais fácil de ser alcançada.

De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, LDBEN 9394/96 (BRASIL, 2006), inciso III do artigo 59,

 Os sistemas de ensino deverão assegurar que o trabalho na Educação Especial, na qual a Classe Hospitalar se inclui, contará com professores com especialização adequada em nível médio ou superior, para atendimento especializado, bem como professores do ensino regular capacitados para a integração desses educandos nas classes comuns.

         A pedagogia hospitalar tem como função de desenvolver suas atividades que consiste em manter esse aluno paciente informado sobre o mundo que deixou após sua entrada para o hospital,busca se proporcionar para esse aluno uma rotina que assemelhe ao máximo com sua realidade fora do deste contexto, o hospital deve dispor de estrutura adequadas, sala de espera, brinquedoteca, recursos de multimídia, acesso as tecnologias, com espaços para oferecer integração com os demais alunos que passa pela mesma situação ou semelhante.

À escolarização do sujeito hospitalizado. Ela busca levar este sujeito a compreender seu cotidiano hospitalar, de forma que esse conhecimento lhe traga um conforto emocional e que este passe a interagir neste novo cenário branco - o hospital - de uma forma mais participativa. (WILES apud FONSECA, 2003).

O objetivo da pedagogia hospitalar e unir ensino e saúde, oferecendo assessoria ao desenvolvimento emocional e cognitivo do sujeito.De maneira que consiste em dispor de assistência para o aluno hospitalizado que está em processo de alfabetização não se perca em meio a sua ausência na classe escolar, deixando seu desenvolvimento educacional comprometido ou com lacuna ou área com imensa defasagem, que ao regressar novamente ao ambiente escolar esse aluno não venha enfrentar uma reprovação ou ocasionar uma evasão escolar gerada pela falta de continuidade dos estudos, por motivos que fogem de seu controle.O papel dos profissionais que trabalham com as classes hospitalar desempenhando através de atividades que considera e respeitam as condições físicas, psicológicas, culturais de cada criança, ao ser planejadas cada atividade se baseia de acordo com as condições apresentada por esse aluno.

“O efeito do ambiente estranho, provocado pelo hospital, pode ser atenuado adotando se medidas simples como, por exemplo, pintar as paredes de cores variadas (...)’’(MATOS; MUGIATTI, 2007, p.70)”.

Outro fator importante e a organização e caracterização desse espaço, em que os alunos têm uma visão negativa da sala de um hospital, o pedagogo busca transformações e a criação em um ambiente mais acolhedor e agradável, de forma a modificar as cores dos uniformes dos médicos, enfermeiro, o trabalho em grupo com a mobilização de todo corpo médico, a utilização de um fala de fácil compreensão da criança para que o sujeito se envolva por completo nas atividades propostas, reduzindo sua angustia por não poder estar junto com seus colegas de classe no ambiente escolar e junto aos seus familiares que tanto se faze necessário nesse momento de dificuldade em relação ao seu estado de saúde. O afeto a motivação a colaboração por parte dos profissionais da área se torne imprescindível nessa fase de constantes mudanças.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (41.5 Kb)   pdf (295.2 Kb)   docx (316.3 Kb)  
Continuar por mais 24 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com