TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE EM IDADE ESCOLAR POR UMA VIDA MELHOR EM SINTONIA COM AS FLORES

Por:   •  1/8/2019  •  Artigo  •  3.824 Palavras (16 Páginas)  •  53 Visualizações

Página 1 de 16

TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE EM IDADE ESCOLAR POR UMA VIDA MELHOR EM SINTONIA COM AS FLORES

                                                                         Simone B. Bertolini Mariano (a)[1]

Rosemeire Coelho N. Gonçalves (a)[2]

Resumo: Este estudo toma como base o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) na infância, e perspectiva de tratamentos e orientações, tendo foco com a pedagógica e terapêutica Floral para melhor desempenho acadêmico e condições de vida escolar aos TDAH. As características dessas crianças são demonstradas com precisão em idade escolar sendo importante preparar o professor para diferenciar um comportamento indisciplinado de hiperatividade. Através de literaturas pesquisadas e exercício pedagógico constatam-se que pessoas com TDAH passam parte de sua vida sendo consideradas incapazes, tendo sua estima rebaixada, apresentando dificuldades em relacionar socialmente. Desta forma este estudo teve origem por dois critérios principais: primeiro pelo fato de que nos dias atuais, a escola está mais habilitada a perceber, em estágios iniciais, os transtornos e assim orientar os familiares. E outra, seria possibilitar novas opções de recursos auxiliares, como os Florais, que tendo um especialista comprometido, podem associar-se de forma muito positiva, sem interagir no princípio ativo de medicamentos em casos de tratamentos convencionais. Em geral as dificuldades na escola e no relacionamento com as demais crianças, pais e professores são associados. Este estudo está direcionado para a área da saúde como foco principal a terapia holística dos Florais de Bach, dando um novo complemento de atendimento de forma natural e de boa aceitação física e social.

Palavras-chave: Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Florais. Tratamento. Escola.

Abstract: This study is based on Attention Deficit Disorder and Hyperactivity Disorder (ADHD) in childhood, and prospect of treatments and guidelines, with focus on the pedagogical and therapeutic Floral for better academic performance and conditions of school life with ADHD. The characteristics of these children are shown accurately in school age it is important to prepare the teacher to differentiate an undisciplined behavior of hyperactivity. Through researched and pedagogical exercise literatures not exhibit that people with ADHD spend part of his life being considered incapable, having lowered their estimates, presenting difficulties in socializing. Thus this study originated by two main criteria: first by the fact that today, the school is able to better understand, at an early stage, disorders and thus guide the family. And another would allow new options for auxiliary features such as the Flower, that having a committed specialist can bring together very positively, without interacting in the active principle of medicines in cases of conventional treatments. In general, difficulties in school and in relationships with other children, parents and teachers are associated. This study is directed to the health mainly focused on holistic therapy of Bach Flowers, giving a new add-on service naturally and in good physical and social acceptance.

Keywords: Attention Deficit Disorder and Hyperactivity Disorder (ADHD). Floral. Treatment. School.

1 INTRODUÇÃO 

Diante de pesquisas bibliográficas percebe-se que os portadores de Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) na infância, quando não atendidos, não conseguem realizar os vários projetos que planejam ao qual comumente podem acabar sendo rotulados. A maneira mais eficiente de tratá-los é através de trabalho de grupo, que envolve tanto abordagens individuais como medicação, acompanhamento psicológico, terapias específicas, técnicas pedagógicas adequadas e estratégias para as outras pessoas que convivem com ele como terapia para os pais ou família e inclusive e principalmente à criança, esclarecimento sobre o assunto para pais e professores, treinamento de profissionais especializados.

De acordo com pesquisas, tem que a hiperatividade tende a diminuir com a idade, mas é um trabalho constante e um desenvolvimento contínuo em contrapartida com pais, escola, médico e terapeuta de acordo com cada caso individualmente.

Sendo assim, uma maior porcentagem de crianças consegue sanar suas dificuldades ou ao menos reduzi-las de forma considerável. Ficando importante uma afirmação, que a cada avanço e novas estratégias de condução para se trabalhar de maneiras diferenciadas a fim de alcançar melhores objetivos, pode garantir um futuro mais promissor aos portadores ao qual será apresentada a seguir.

2 Transtornos de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH)

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico que aparece na infância e que na maioria dos casos acompanha o indivíduo por toda a vida. É um distúrbio de origem genética (BASTOS, THOMPSON, MARTINEZ, 2000) e se caracteriza pela combinação de sintomas de desatenção, hiperatividade (inquietude motora) e impulsividade, citados no DSM-IV (Diagnostic and Statistical Manual, 4ª edição), sendo a apresentação predominantemente desatenta conhecida por muitos como DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção).

Entretanto mesmo sendo um dos transtornos psiquiátricos mais estudados no mundo, ainda não há uma causa real sobre suas causas. Sabe-se, no entanto que as pessoas que são portadoras do TDAH por terem deficiência de atenção e dos processos cognitivos responsáveis por receberem e processarem as informações das mais diferentes fontes, não compreendem de forma correta os sinais para o bom desenvolvimento das interações sociais e o conhecimento das normas que regulam essas informações. Apresentam também, dificuldade de controlar seus impulsos, têm dificuldades para resolver problemas e seguir as normas, podem ser ríspidos ou lentos, não conseguem controlar suas emoções e tem dificuldade de relacionamentos (BARKLEY 2008).

Para Barkley (2008), a maioria dos portadores de TDAH tem dificuldade em respeitar regras devido aos problemas significativos nos relacionamentos sociais com outras crianças. São desorganizadas e desatentas, conversam muito em classe, não param quietas, provocam seus colegas e amigos e quando sentadas estão sempre mexendo os pés ou as mãos.

Habitualmente, os TDAH são excluídos das brincadeiras e jogos, porque parecem estar sempre distraídas, não conseguem esperar por sua vez de falar, são sempre chamadas à atenção por seus professores, pais, amigos, familiares e funcionários da escola criando um distanciamento e possível preconceito generalizado pela atitude diferenciada vista pelo grupo.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (25.5 Kb)   pdf (174.8 Kb)   docx (21.8 Kb)  
Continuar por mais 15 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com