TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

RESENHA DO FILME - TOCTOC / DÉBORA CÉSAR

Por:   •  12/8/2019  •  Resenha  •  637 Palavras (3 Páginas)  •  526 Visualizações

Página 1 de 3

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

FACULDA DE SERVIÇO SOCIAL

CURSO DE GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL

RESENHA CRÍTICA - FILME TOC TOC (ARTICULAÇÃO COM O CÁPITULO 14 DO LIVRO PSICOLOGIA DE DAVID G. MAYERS)

Débora César Batista de Oliveira

O filme – TOC TOC apresenta a história de seis personalidades que possuem Transtorno obsessivo compulsivo – TOC, todos eles agendam uma consulta com um psiquiatra especialista. Por coincidência ou não, todos estão marcados para o mesmo horário. No entanto, o psiquiatra não aparece na clínica, pois estava supostamente em um voo atrasado.

Entre os personagens estão: Emilio (faz cálculos em todas as situações possíveis e é acumulador), Federico (tem compulsão por insultos e faz xingamentos a todo o momento), Blanca (mania de limpeza e passa o filme inteiro lavando as mãos e as parte que lhes parecem contaminadas), Otto (que não pisa em linhas e tem mania de organização), Ana María (que confere as coisas inúmeras vezes) e Lili (repete tudo que fala e faz).

Durante o momento da espera, Otto (personagem com TOC que não consegue andar em linhas e tem mania de organização) propõe que eles se ajudem entre si, para que assim não percam tanto tempo esperando o suposto psiquiatra da clínica. Juntas, confirmam suas condutas e começam a interagir umas com as outras. Inicialmente, elas são hostis, mas Emilio, que tem a compulsão por números, sempre quebra o gelo com seu bom humor. Ao invés de tentar acalmar os entusiasmos e impulsos, eles os excitam cada vez mais, os levando a verdadeiras crises de TOC.

Apesar de cômico, ao mesmo tempo é tenso ver como pessoas com este tipo de transtorno pode ter a vida bloqueada em alguns aspectos.

No fragmento a seguir, David Mayers naturaliza o comportamento a ações do cotidiano e explica como ele pode ser visto no dia a dia:

“Podemos ver aspectos de nosso próprio comportamento no transtorno obsessivo-compulsivo (TOC). Podemos às vezes ficar obcecados com pensamentos sem sentido ou ofensivos que não vão embora. Ou podemos nos entregar a comportamentos compulsivos, verificando, ordenando e limpando rigidamente a casa antes de os convidados chegarem, ou alinhando livros e lápis “tim-tim por tim-tim” antes de estudar.”

Assistindo o filme, se torna evidente sobre como é o cotidiano de pessoas com Toc – Transtorno Obsessivo Compulsivo.  E que apesar de ser uma enfermidade, de cunho psiquiátrico, os comportamentos dos portadores de TOC podem ser bastante característicos.

Na vida cotidiana, temos diversas manias que podem se tornar frequentes. No entanto, precisamos ter a percepção e diferenciar uma simples mania comum ao nosso dia a dia do que é um caso de Transtorno Obsessivo Compulsivo, que vai mais além. Quando ficamos muito angustiados com alguma coisa fora de ordem ou sem organização e simetria, ou quando temos compulsões exageradas por limpeza, comida e outras coisas. Além de diversos outros tipos de comportamentos conflitantes e que pode nos causar constrangimento.

...

Baixar como (para membros premium)  txt (4 Kb)   pdf (63 Kb)   docx (8.4 Kb)  
Continuar por mais 2 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com