TrabalhosGratuitos.com - Trabalhos, Monografias, Artigos, Exames, Resumos de livros, Dissertações
Pesquisar

Resenha as Cidades Romanas: Les villes romaines

Por:   •  9/12/2018  •  Resenha  •  1.062 Palavras (5 Páginas)  •  194 Visualizações

Página 1 de 5

GRIMAL, Pierre. As Cidades Romanas: Les villes romaines. Lisboa/Portugal: EDIÇÕES 70, LDA.

Pierre Grimal, historiador e latinista francês, nascido em 21 de novembro de 1912. Foi professor de civilização romana em várias faculdades, era muito fascinado pela sociedade romana antiga. Sua carreira literária era repleta de traduções e obras voltadas a civilizações antigas, em especial Roma, que era seu fascínio.

Grimal, expõem em sua obra (As cidades romanas), que a primeiras cidades foram fundadas pelos povos romanos, devido á busca de refúgio em locais mais elevados e protegidos, e isso estabeleceu novos modelos de habitat humano. Buscou trazer ideias de revolução ao modo de vida tradicional e a organização da região. As cidades romanas eram um símbolo omnipresente de um sistema militar, religioso, social, e político que assim formava a estrutura da romanidade. Mas ao caracterizar uma cidade, a população tinha que criar instrumentos de uma vida coletiva.

Com o passar dos anos, ocorre o crescimento populacional, fazendo com que a cidade se amplie, ou seja, ultrapassar o pomerium (fronteira sagrada), o que prejudicou na religião, não esquecendo o fato que a cidade romana é um centro sagrado.

A busca de solucionar os problemas urbanísticos levou os romanos a elaborar uma doutrina. Para eles uma cidade normal, era planejada em forma de um quadrado ou de um retângulo atravessado por duas vias perpendiculares traçadas, obtendo dois eixos o cardo (norte para sul) e o decumanus (este-oeste). O urbanismo vem dar um corpo material a realidade abstrata e espiritual que é a cidade. A fundação de uma cidade é um ato sagrado, havia diversos rituais, um deles colocava a futura cidade sob a proteção dos deuses do Alto, esse santuário deviria está localizado num ponto alto, já que a proteção de um deus só é eficaz na área que ele ver, tudo isso herança dos povos etruscos.

Após a Segunda Guerra Mundial os romanos desenvolveram uma fundação de cidades do tipo geométrico, fazendo com as antigas formas descaíssem, pois eram menos acessíveis e situadas longe das rotas comerciais. Esse estilo urbano que se alastrou em diversas cidades, por exemplo, na cidade de Mileto, onde habitantes traçaram uma nova planta em quadricula. Surge o plano hipodâmico, que se torna habitual na fundação e reconstrução das cidades e o plano retangular, que é aplicado para o desenho das ruas.

O desenvolvimento urbano de Roma está longe de ser claro, mas uma tradição relata que colonos latinos da região da Alba, comandados por Romulo e Remo, fundaram a cidade de Palatino, porem questionam-se a veracidade desse fato. Mas provavelmente Roma começou sendo uma colina etrusca, continha um simples mercado, com o declínio dos povos etruscos, os romanos adquiriram independência e Roma se tornou uma cidade autônoma. Nesse momento ocorre a divisão de locais com base nas classes sociais da época onde os patrícios habitavam o palatino ou as alturas do Quirinal, e os plebeus que se fixavam no Aventino.

Nas velhas cidades romanas, podíamos encontrar o Forum (praça pública) onde aconteciam as assembleias populares e era o principal mercado, não muito longe visualizaríamos a Cúria (espirito oligárquico da cidade romana), o local que servia para reuniões do senado local, composta por um grande cômodo retangular. O interior das muralhas, edificações que protegiam a região de ataques, muitas vezes confeccionado de pedra, e séculos depois devido a exacerbado crescimento populacional foi necessário construir uma nova muralha. Havia também uma grande planície onde realizava-se reuniões centuriais, que precediam a as eleições e á votação de leis, denominada Campo de Marte, isso tornou o Comitium demasiado.

Roma foi dividida em quarteirões retangulares, vislumbrando tentativas de ordenar o centro da cidade, a primeira experiencia foi a drenagem fórum, por conta das cheias do Tibre e das águas que convergiam do vale, para secar a praça foi aberto um canal aberto e depois coberto por uma cobertura abobadada, esse canal denominou-se Cloaca Máxima, o esgoto de

...

Baixar como (para membros premium)  txt (6.8 Kb)   pdf (46.5 Kb)   docx (13.3 Kb)  
Continuar por mais 4 páginas »
Disponível apenas no TrabalhosGratuitos.com